Vereadores aprovam 36 Projetos de Lei

Giovanna Cecchi | REDE CÂMARA

Sessão Plenária desta quarta-feira (12/8)

MARCO CALEJO
HOME OFFICE

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou um Projeto de Lei de autoria do Executivo e 35 projetos elaborados pelos próprios vereadores na Sessão Extraordinária desta quarta-feira (12/8). 

Em primeiro turno, os vereadores aprovaram um Substitutivo apresentado pela Comissão de Finanças e Orçamento ao PL (Projeto de Lei) 266/2018, do Executivo. O projeto sugere incluir nova redação em um dos artigos da Lei nº 14.977, de 11 de setembro de 2009, para readequar a gratificação por desempenho de policiais militares que atuam na capital paulista pela Operação Delegada. 

Operação Delegada

Por meio de um convênio entre a Prefeitura e o Governo do Estado de São Paulo, a Operação Delegada permite que agentes da Polícia Militar, de forma voluntária, reforcem o policiamento na cidade em dias de folga. O foco do trabalho é combater o comércio de ambulantes irregulares nas ruas da capital. A atividade também auxilia no combate à pichação e à depredação. 

Pelo texto Substitutivo, o valor de cada hora trabalhada pelos policiais na Operação Delegada passa a ser calculado com base na UFM (Unidade Fiscal do Município), na seguinte proporção: “de até 21% (vinte e um por cento) da UFM, aplicável ao Coronel, Tenente-Coronel, Major, Capitão, 1º Tenente, 2º Tenente e Delegado de Polícia” e “de até 17% (dezessete por cento) da UFM, aplicável ao Subtenente, 1º Sargento, 2º Sargento, 3º Sargento, Cabo, Soldado e Policial Civil que não seja Delegado de Polícia”. Atualmente, cada UFM está fixada em R$ 169,83.

Posicionamento de vereadores

O PL foi aprovado de forma simbólica. Para o líder do governo na Câmara, vereador Fabio Riva (PSDB), a readequação faz jus ao trabalho da Operação Delegada na capital paulista. “É uma gratificação aos policiais militares que fazem esse trabalho importante da guarda comunitária e de prevenção, principalmente no Centro Expandido na cidade de São Paulo”. 

O líder da bancada do PT na Casa, vereador Alfredinho (PT), encaminhou voto favorável dos parlamentares do Partido dos Trabalhadores. No entanto, ele fez uma consideração. “Tudo o que é de aumento para funcionário público que venha para cá (Câmara), e que se faça justiça, a gente vota a favor. Mas quero deixar claro que esse projeto é de 2018, e aprová-lo hoje, é uma campanha eleitoral do prefeito”.

Já o vereador Gilberto Nascimento Jr. (PSC) não entende que a proposta seja com intuito eleitoreiro. “É fundamental que a gente tenha esse reconhecimento. Não entendo que seja eleitoreiro, mas sim fundamental que a gente aprove a Operação Delegada mais uma vez aqui nessa Casa”.

Outro parlamentar que defendeu o PL foi o vereador José Police Neto (PSD). “Com a aprovação em primeira, e quem sabe com a aprovação rápida em segunda, a gente recupera uma política pública de segurança urbana que a cidade de São Paulo tinha perdido e é recuperada nesse momento”. 

Também favorável ao Projeto de Lei, o vereador Celso Giannazi (PSOL) disse que irá apresentar um texto Substitutivo para a segunda e definitiva votação. “Apresentaremos um Substitutivo colocando também para a Guarda Civil Metropolitana a gratificação correspondente ao que está sendo proposto aos trabalhadores da Polícia Militar”. 

Projetos de Lei de vereadores

Os vereadores também aprovaram, entre primeira e segunda discussões, 35 projetos de autoria dos próprios parlamentares. Confira abaixo a relação dos PLs aprovados. 

PL 637/2013 – Vereador Alessandro Guedes (PT) 

PL 111/2015 – Vereadora Juliana Cardoso (PT)

PL 450/2015 – Vereador Xexéu Tripoli (PSDB) 

PL 597/2015 – Vereador Jair Tatto (PT)

PL 409/2016 – Vereador Mario Covas Neto (PODE) e outros vereadores

PL 13/2017 – Vereadores Mario Covas Neto e Reis (PT)

PL 92/2017 – Vereadores Ricardo Teixeira (DEM) e Zé Turin (REPUBLICANOS)

PL 204/2017 – Vereadores Isac Felix (PL) e André Santos (REPUBLICANOS)

PL 236//2017 – Vereador Prof. Claudio Fonseca (CIDADANIA)  e outros vereadores

PL 318/2017 – Vereador Fernando Holiday (PATRIOTA)

PL 455/2017 – Vereador Toninho Paiva (PL)

PL 680/2017 – Vereador Rodrigo Goulart (PSD) e outros vereadores

PL 152/2018 – Vereadora Patricia Bezerra (PSDB) 

PL 355/2018 – Vereadora Adriana Ramalho (PSDB) e outros vereadores

PL 563/2018 – Vereadora Soninha Francine (CIDADANIA) e outros vereadores

PL 586/2018 – Vereador Rinaldi Digilio (PSL) 

PL 48/2019 – Vereadora Sandra Tadeu (DEM) e outros vereadores

PL 330/2019 – Vereadores Reis (PT) e Patricia Bezerra (PSDB)

PL 334/2019 – Vereador Senival Moura (PT)

PL 389/2019 – Vereador Eduardo Tuma (PSDB)

PL 465/2019 – Vereador Paulo Frange (PTB)

PL 580/2019 – Vereador Celso Jatene (PL)

PL 584/2019 – Vereador Eliseu Gabriel (PSB)

PL 615/2019 – Vereador Gilson Barreto (PSDB)

PL 659/2019 – Vereadores João Jorge (PSDB) e Noemi Nonato (PL)

PL 678/2019 – Vereador Quito Formiga (PSDB) e outros vereadores

PL 743/2019 – Vereador Alfredinho (PT)

PL 789/2019 – Vereador Aurélio Nomura (PSDB) 

PL 231/2020 – Vereador Milton Ferreira (PODE)

PL 255/2020 – Vereador Daniel Annenberg (PSDB) e outros vereadores

PL 291/2020 – Vereadores Adílson Amadeu (DEM) e Toninho Vespoli (PSOL)

PL 305/2020 – Vereador Celso Giannazi (PSOL)

PL 336/2020 – Vereadores Arselino Tatto (PT) e Jair Tatto (PT)

PL 365/2020 – Vereador Camilo Cristófaro (PSB) e outros vereadores

PL 392/2020 – Vereador Caio Miranda Carneiro (DEM)

Clique aqui para assistir à Sessão Extraordinária desta quarta-feira na íntegra. 

4 Contribuições

Alan

PL que OBRIGA BARES, RESTAURANTES E CASAS NOTURNAS A ADOTAR MEDIDAS DE AUXILIO À MULHER QUE SE SINTA EM SITUAÇÃO DE RISCO. Parabéns! Ótima ideia.

Responder
Carlos Alberto Ricci Lopes de Barros

So da GCM, não temos aumento, nao temos Apos. Especial pago uma fortuna de IPREM $ 1170.00, que considero um dinheiro jogado no lixo.

Responder

Deixe a sua contribuição:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também