Fale com seu vereador

Biografia

O vereador João Jorge foi reeleito na votação de 15 de novembro de 2020 para seu segundo mandato como parlamentar da Câmara Municipal de São Paulo — foi o 16º vereador mais votado na Capital, entre os 55 parlamentares que integrarão a próxima legislatura na Casa.

Atualmente, o vereador João Jorge preside a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara.

João Jorge foi eleito vereador de São Paulo pela primeira vez em 2016. A principal bandeira que ele defende é a mobilidade urbana.

Para melhorar o transporte na Capital, o vereador realizou, em 2017, uma catalogação das ruas com maior necessidade de manutenção asfáltica. Entregou a lista para a Prefeitura, que priorizou as vias nas ações de recapeamento e tapa-buraco do Programa Asfalto Novo.

Ainda em 2017, João Jorge criou o Projeto de Lei que estabeleceu critérios para a implementação de ciclovias e ciclofaixas em São Paulo. A nova legislação estabeleceu a obrigatoriedade de realização de audiências públicas e estudos de demanda e impacto viário antes da instalação de ciclovias.

No início de 2018, o vereador tornou-se líder do governo do então prefeito, João Doria. Paralelamente, João Jorge atuou como presidente municipal do PSDB — partido ao qual é filiado desde 1992.

Na Câmara, o vereador defendeu projetos como o programa de concessões de equipamentos públicos, ainda em prática — e continuou líder do governo após Bruno Covas assumir a Prefeitura.

Nomeado secretário-chefe da Casa Civil da Prefeitura, João Jorge colaborou com a elaboração do Programa de Metas da gestão Covas, que alocou R$ 15,3 bilhões em 36 objetivos estratégicos e 71 metas em todas as áreas da administração de São Paulo.

De volta à Câmara, João Jorge assumiu a presidência da Comissão de Constituição e Justiça.

Origens


João Jorge, que iniciou a vida pública na Câmara Municipal de Americana, no interior de São Paulo. Foi candidato a prefeito na cidade do interior paulista e, posteriormente, trabalhou nos governos de José Serra, na recuperação de estradas vicinais no interior do Estado, e Geraldo Alckmin, na Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) e na Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU).
Nota: Este texto foi produzido por e é de responsabilidade do gabinete de João Jorge.