Autorização para prefeitura tomar emprestado R$ 1,2 bilhão passa pela CCJ

André Moura / CMSP

Reunião da CCJ (04/12)

JOTA ABREU
DA REDAÇÃO

A CCJ (Comissão de Constituição, Justiça e Legislação Participativa) aprovou parecer de legalidade ao PL (Projeto de Lei) 723/2019, do Executivo, que autoriza a contratação de operações de crédito para financiar investimentos na cidade, em diversas áreas.

Seis vereadores votaram a favor do parecer de legalidade elaborado pela vereadora Rute Costa (PSD), e três votaram contra. “Essa verba vai ser usada para modernizar a mobilidade da cidade, e se precaver para as chuvas do começo do ano que vem”, disse Rute.

Segundo o projeto, a autorização é para crédito de R$ 1,2 bilhão para adequação do corredor de ônibus da avenida Chucri Zaidan, intervenções na área habitacional, inovação e tecnologia, drenagem, meio ambiente e sustentabilidade.

Votaram contra a proposta os vereadores Caio Miranda Carneiro (PSB), Celso Jatene (PL) e Reis (PT). “Com dinheiro em caixa, a prefeitura envia um projeto para pegar mais dinheiro emprestado. Por isso, não podemos concordar com a iniciativa”, afirmou Reis.

Luiz França / CMSP

CCJ (04/12)

Eventos de doação de pets

Outra proposta aprovada na CCJ, que segue, portanto, em tramitação na Câmara, é o PL 631/2019, da vereadora Sandra Tadeu (DEM). O projeto permite que eventos de doação de cães e gatos sejam realizados em praças e parques municipais, desde que estejam previamente autorizados pelos órgãos competentes. “Temos muitos animaizinhos que precisam ser adotados. Não dá para proibir tudo, é preciso viabilizar uma maneira de oferecer um lar para estes animais”, disse Sandra.

Ao todo, 13 pareceres de legalidade a Projetos de Lei foram aprovados – três de redação final e dois apensamentos a projetos semelhantes. Outros quatro projetos tiveram aprovados pareceres de ilegalidade. Além disso, dois pareceres de ilegalidade foram rejeitados.

Participaram da reunião desta quarta-feira também os vereadores Aurélio Nomura (PSDB), Prof. Claudio Fonseca (CIDADANIA), Ricardo Nunes (MDB) e Rinaldi Digilio (REPUBLICANOS).

Luiz França / CMSP

CCJ (04/12)

Deixe a sua contribuição:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também