CCJ aprova parecer a mais um PL para isentar maiores de 60 anos no transporte coletivo

JRaposo | REDE CÂMARA

Reunião ordinária virtual da Comissão de Constituição, Justiça e Legislação Participativa desta quarta-feira (16/6)

JOTA ABREU
HOME OFFICE

A CCJ (Comissão de Constituição, Justiça e Legislação Participativa) aprovou durante a reunião ordinária virtual desta quarta-feira (16/6) parecer de legalidade ao PL (Projeto de Lei) 11/2021, de autoria da vereadora Sandra Tadeu (DEM), que permite que as pessoas com idade igual ou superior a 60 anos, usuárias do Sistema de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros da cidade, sejam isentas do pagamento de tarifa. O parecer aprovado foi elaborado pelo vereador Sansão Pereira (REPUBLICANOS).

De acordo com a Justificativa da autora, o projeto pretende restabelecer um direito revogado pelo inciso IV do artigo 7 da Lei 17.542 de 22 de dezembro de 2020 que extinguiu a gratuidade do transporte público para maiores de 60 anos. A lei foi sancionada após aprovação do PL (Projeto de Lei) 89/2020, aprovado em segunda e definitiva votação pela Câmara no dia 22 de dezembro.

A CCJ também já deu andamento a outra iniciativa semelhante na reunião ordinária do último dia 2/6. Por ser tema recorrente e de consenso entre os membros, a vereadora Sandra Tadeu (DEM) sugeriu que todos os integrantes da Comissão fossem incluídos como coautores da proposta. A iniciativa do PL foi enaltecida pelos colegas da parlamentar.

O vereador Faria de Sá (PP) disse que tem sido bastante cobrado por isso, ainda que não fosse parlamentar na legislatura anterior, quando houve a revogação do direito, e defendeu que não se pode deixar essa questão acontecer na cidade, principalmente no meio de uma pandemia.

Sansão Pereira (REPUBLICANOS) relatou ter recebido um grupo de idosos no dia anterior e já havia firmado o compromisso dele e da Comissão em reverter a situação. O vereador Gilberto Nascimento Jr. (PSC) fez a ressalva de que os vereadores da legislatura passada cometeram um erro na aprovação da medida e declarou: “da mesma forma que erramos, devemos procurar corrigir”.

O presidente da CCJ, vereador Carlos Bezerra Jr. (PSDB), disse que fez questão de sugerir a inversão de pauta para dar prioridade ao PL justamente pela importância do tema. Ele criticou a falta de discussão prévia à época da aprovação sobre o impacto econômico da medida. “É inaceitável que os interesses econômicos se sobreponham ao valor da vida e ao direito legítimo das pessoas de 60 a 64 anos de não pagarem transporte público”, afirmou.

Inspetoria de Trânsito

A CCJ também aprovou parecer de legalidade ao PL 602/2019, de autoria do vereador Gilberto Nascimento Jr. (PSC) que autoriza o Poder Executivo a criar a Inspetoria de Trânsito da Guarda Civil Metropolitana, denominada INSPETRAN.

A ideia é que a inspetoria seja uma divisão uniformizada e devidamente aparelhada, destinada à Fiscalização e Operação de Trânsito e Proteção Comunitária. O PL define que a INSPETRAN atuará com equipamentos diversos, como por exemplo: radares, bafômetros e armamentos permitidos pela legislação. O parecer na CCJ foi elaborado pelo relator Faria de Sá (PP).

A reunião ordinária desta quarta-feira foi conduzida pelo presidente, vereador Carlos Bezerra Jr. (PSDB), e contou com a participação dos vereadores Alessandro Guedes (PT), Faria de Sá (PP), Gilberto Nascimento Jr. (PSC), Professor Toninho Vespoli (PSOL), Rubinho Nunes (sem partido), Sandra Tadeu (DEM), Sansão Pereira (REPUBLICANOS) e Thammy Miranda (PL).

3 Contribuições

Alan

Estou ansioso,com enorme expectativa de ver essa PL logo aprovada… Pelo amor de Deus ,é tão difícil perceber a necessidade que temos em isentar nosso transporte?? Diversas ações estão sendo feitas p ajudar os menos favorecidos nessa pandemia…E nós? que contribuímos muito a vida inteira….

Responder
Sandra piccolo buoro

Venho agradecer a todos envolvidos ,em nome de todos os idosos e pessoas carentes.
Que vocês lutaram e estão lutando pelos nossos direitos.
Peço por favor se for possível,que possamos usufruir dos nossos direitos o mais rápido .
E também possamos ter direito se for possivel Trem, Metrô e Ônibus Emtu, Inter Estadual.
Não sei se vocês poderiam nós ajudar em relação esse problema.
Peço desculpas.
Se for possivel ,gostaria que vocês me dissessem a onde eu poderia resolver, encontrar solução.
Sou neta e filha moradores antigo bairro.
Peço ajuda em nome de todos que usamos ” postos de saude da prefeitura .esta faltando medicamementos basicos. Dipiroma,Dexclofeniramina,Omeprazol,Dimeticona indicado para resfriado forte, bronquite e tantos outros medicamentos.

O posto de saúde orienta
Entrar site.Aqui tem remedio.prefeitura.sp.gov.br.
Não funciona, esta desatualizados.
Venho pedir muita ajuda , por favor.
Venho pedir ajuda e orientacao em nome de muitas pessoas .
Antigo pronto socorro Tatuapé.
Hoje Ama hospital tatuape , foi fechado no periodo do prefeito Bruno Covas Rua siria n.90 fica bairro Tatuapé
Somos atendido em caso emergência .
Se caso fosse possivel, de reabrir.
Tem vários especialidades, e médicos especialistas.
Tem upa av celso garcia 4974, próximo pronto socorro, espaço pequeno e não tem farmácia para retirar remédios, quando medico faz prescrição.
São pessoas e idosos que vêm de bairros afatados e carentes.
Por favor nós ajude .
Se for possivel ajuda para que houvesse melhorias.
Grato, desculpas,
Fico no aguardo, na esperança que vai dar certo.
Fiquem na proteção Divina.
Muito Obrigado

Responder

Este é um espaço de livre manifestação. É dedicado apenas para comentários e opiniões sobre as matérias do Portal da Câmara. Sua contribuição será registrada desde que esteja em acordo com nossas regras de boa convivência digital e políticas de privacidade.

Nesse espaço não há respostas - somente comentários. Em caso de dúvidas, reclamações ou manifestações que necessitem de resposta clique aqui e fale com a Ouvidoria da Câmara Municipal de São Paulo.

 Deixe a sua contribuição:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também