Comissão de Relações Internacionais ouve cônsul de Portugal sobre revitalização do centro antigo de Lisboa 

JRaposo | REDE CÂMARA

Reunião ordinária da Comissão de Relações Internacionais desta quarta-feira (25/8)

CAROL FLORES
HOME OFFICE

A Comissão Extraordinária de Relações Internacionais ouviu na manhã desta quarta-feira (25/8) o cônsul-geral adjunto de Portugal, Jorge Marques, sobre as experiências de revitalização do centro antigo de Lisboa. O objetivo da reunião foi de buscar exemplos urbanísticos internacionais para a modernização do centro de São Paulo.

Durante a reunião o cônsul explicou aos vereadores quais foram as estratégias utilizadas para a revitalização do centro da capital portuguesa, como o descongelamento dos alugueis, incentivo aos investidores e remoção dos entraves burocráticos. Ele falou também da importância da parceria entre o setor público e privado para atrair os moradores para o centro da cidade novamente.

“O setor público tem um papel importante na reabilitação urbana e tem que criar condições legais para tornar o local atrativo para investidores e para a população em geral”, explicou o cônsul que ainda falou sobre a importância de se manter o estilo arquitetônico e histórico dentro do planejamento de revitalização.

Outro ponto chave para o cônsul é o equilíbrio entre os interesses. Segundo ele, o sucesso da revitalização de Lisboa foi pensar em ir além de atrair somente pessoas, mas em tornar o centro um local onde tenha lazer, trabalho, habitação, comércio e facilidade de locomoção.

Bolha Imobiliária

Para o cônsul, uma preocupação importante é com a bolha imobiliária. O aquecimento imobiliário pode gerar uma bolha e para isso é necessário prudência e não trazer muita gente ao mesmo tempo para o centro que será revitalizado. Ele sugere que é importante ficar atento ao mercado.

Via Verde

O vereador Aurélio Nomura (PSDB) questionou o cônsul português sobre a criação da Via Verde e como a metodologia de trabalho do projeto auxiliou na revitalização de Lisboa. Em resposta o cônsul explicou que a Via Verde foi um serviço de facilitação e desburocratização para não desencorajar os investidores e acelerar os processos de licenciamentos.

Preservação de locais históricos

Preocupada com a preservação dos locais históricos, a vereadora Cris Monteiro (NOVO), quis saber como foi esse processo na revitalização do centro de Lisboa. O cônsul explicou que na capital portuguesa foi criado o programa Loja Como História, que deu suporte promocional e apoio financeiro para que as lojas históricas não desaparecessem. “O setor público ajudou em promover os comércios com pequenas obras, criação de materiais promocionais, inseriram no roteiro turístico, colaborando assim para manter a loja visível”, destacou.

Cracolândia

O cônsul-geral adjunto de Portugal, Jorge Marques, explicou para os vereadores durante a reunião que assim como em São Paulo, a cidade de Lisboa já sofreu com uma Cracolândia. Ele contou que para solucionar o problema foi descriminalizada a droga no país e os usuários passaram a ser tratados como doentes e não criminosos, além de contarem com uma rede de apoio para tratamento e a reinserção social.

Requerimentos

Ainda durante a reunião, a Comissão aprovou três requerimentos, o primeiro de autoria da vereadora Cris Monteiro, que convida a diretora-executiva da Anistia Internacional Brasil e representante da ONU Mulheres Brasil, Anastasia Divinskaya, para debater sobre a situação das mulheres refugiadas de São Paulo e das que vivem em zona de conflito. A reunião foi agendada para o dia 8/9, às 10h30.

A segunda aprovação foi do requerimento do vereador André Santos (REPUBLICANOS), que convida o embaixador da Dinamarca no Brasil, Nicolai Prytz, e o representante da Embaixada do Ciclismo na Dinamarca, Lasse Scheld, para participar da reunião e tratar sobre a Infraestrutura Cicloviária Conectada.

Já a terceira aprovação foi do requerimento do vereador Aurélio Nomura, que convida a diretora-presidente da SPcine, Viviane Ferreira, para falar sobre o Programa de Atração de Filmagens à cidade de São Paulo e sobre o Cash Rebate.

Também participaram da reunião os vereadores Arselino Tatto (PT).e Professor Toninho Vespoli (PSOL).

A reunião na íntegra pode ser conferida aqui.

Este é um espaço de livre manifestação. É dedicado apenas para comentários e opiniões sobre as matérias do Portal da Câmara. Sua contribuição será registrada desde que esteja em acordo com nossas regras de boa convivência digital e políticas de privacidade.

Nesse espaço não há respostas - somente comentários. Em caso de dúvidas, reclamações ou manifestações que necessitem de resposta clique aqui e fale com a Ouvidoria da Câmara Municipal de São Paulo.

 Deixe a sua contribuição:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também