Vereadores debatem problemas da capital em Sessão Plenária

Afonso Braga / CMSP

Sessão Plenária desta quinta-feira (20/2)

MARCO ANTONIO CALEJO
DA REDAÇÃO

Na pauta de debates da Sessão Plenária desta quinta-feira (20/2), temas relacionados às questões climáticas, saúde e educação se destacaram entre os vereadores que usaram a Tribuna do Plenário 1° de maio da Câmara Municipal de São Paulo.

Saúde

Sandra Tadeu (DEM)

A inauguração de uma nova UPA (Unidade de Pronto Atendimento) na manhã desta quinta-feira, no bairro do Jaçanã, Zona Norte da capital paulista, foi o destaque da vereadora Sandra Tadeu (DEM): “Temos 376 funcionários nessa unidade, onde se fará o atendimento da psiquiatria a odontologia, com atendimento de adultos e crianças”, disse a vereadora.

Educação

Reis (PT)

O vereador Reis (PT) contou que tem visitado algumas unidades educacionais da cidade de São Paulo. Segundo o parlamentar, faltam profissionais no quadro de funcionários da educação, limpeza e segurança: “Está sendo feito por diretores de escola, supervisores, professores e pais de alunos, um abaixo-assinado que deverá ser encaminhado ao prefeito”, disse.

Celso Giannazi (PSOL)

Já o vereador Celso Giannazi (PSOL) falou sobre a EMEF (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Dilermando Dias dos Santos, região Oeste, interditada por causa das fortes chuvas dos últimos dias: “As mães querem que as crianças voltem para esta escola. Que seja feita uma obra emergencial, fazendo um reparo no muro de contenção”.

Período de chuvas

Gilberto Natalini (PV)

O vereador Gilberto Natalini (PV) chamou a atenção para as fortes chuvas previstas para os próximos dias e aconselhou a prefeitura a construir mais calçadas permeáveis, para evitar novas enchentes na cidade: “Continuem o programa fazendo mais calçadas permeáveis, abrindo mais espaços no solo de São Paulo para que a água das chuvas possa ser absorvida”.

Toninho Vespoli (PSOL)

Também sobre as enchentes, o vereador Toninho Vespoli (PSOL) disse ser preciso investir mais em obras para evitar os problemas causados pelas chuvas: “Eu não sou daqueles que acham que a gente tem que colocar a culpa na quantidade de chuva que caiu. É claro que caiu uma quantidade grande. Com as mudanças climáticas, as novas gestões têm que se preparar para isso. Temos períodos de seca e de chuvas intensas”.

Assista a íntegra da Sessão Plenária desta quinta-feira:

Deixe uma resposta:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também