Comissão de Saúde discute reforma do Hospital Sorocabana, situação dos servidores do SAMU e políticas de atendimento aos pacientes com epilepsia

KAMILA MARINHO
HOME OFFICE

Os vereadores da Comissão de Saúde, Promoção Social, Trabalho e Mulher da Câmara Municipal de São Paulo realizaram na tarde desta quarta-feira (01/7) a 6ª reunião ordinária virtual. Além da presidente da Comissão de Saúde, vereadora Patrícia Bezerra (PSDB), participaram da reunião, o vereador Celso Giannazi (PSOL)vereador Gilberto Natalini (PV)vereadora Juliana Cardoso (PT)vereador Milton Ferreira (PODE) e a vereadora Noemi Nonato (PL).

O vereador Gilberto Natalini (PV), solicitou à Secretaria Municipal de Saúde, por meio de requerimento, informações sobre levantamento realizado pelo Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo). De acordo com o estudo, há falta de médicos em serviços que atendem pacientes portadores de HIV e Aids na rede municipal de São Paulo. O parlamentar explicou que os dados foram identificados antes da pandemia de Covid-19. “Existe o risco, no momento atual, da situação ter agravado ainda mais a falta de profissionais, necessários para acompanhar cerca de 43 mil pacientes com HIV na capital”.

“Esse requerimento é extremamente pertinente. Mesmo não sendo tão comentada atualmente, ainda existe uma incidência enorme de óbitos por conta da contaminação e complicações geradas pela infecção do vírus da AIDS e da falta de políticas públicas adequadas”, observou Patrícia Bezerra.

Natalini apresentou um segundo requerimento durante a reunião. Ele solicitou a realização de Audiência Pública para debater as políticas públicas de atendimento aos pacientes portadores de epilepsia, usuários da rede municipal de saúde.

O SAMU (Serviço de Atendimento Móvel) foi o tema de requerimento de autoria de Celso Giannazi (PSOL). O vereador solicitou que seja feita uma Audiência Pública, convidando representantes da Secretaria Municipal de Saúde, Conselho Municipal da Saúde, sindicato da categoria e representantes dos trabalhadores, para falar dos cuidados em relação à distribuição de uniformes e EPIs (Equipamento de Proteção Individual) aos servidores. “Eu tenho conversado muito com os trabalhadores do SAMU que me relataram alguns problemas, principalmente a falta de uniformes para serem trocados durante a jornada de trabalho e os equipamentos de proteção, como luvas e máscaras”.

Os parlamentares também repercutiram a situação do Hospital Sorocabana, situado na região da Lapa. A vereadora Juliana Cardoso (PT), com o apoio de Celso Giannazi (PSOL), solicitou que os parlamentares da Comissão visitem o local, que recebeu recentemente novos leitos para receber pacientes que contraíram a Covid-19. Outros cinco andares do prédio precisam de melhorias e passam por reforma. “Reforço a necessidade de uma visita técnica, com profissionais da área, para que a gente possa acompanhar a situação da estrutura do prédio e as necessidades do local”, explicou Juliana.

“Mais uma vez estamos lutando pela reabertura total do Sorocabana. Eu sugiro também uma reunião com o secretário estadual da saúde, José Henrique Germann, e a Procuradoria Estadual para reforçar a necessidade do repasse da gestão do hospital para o município. O secretário municipal Edson Aparecido está bastante sensível para a causa e para a busca de verba para que seja feita a reforma total do prédio, e assim, realizar a reabertura total com atendimento 100% pelo SUS”, completou Natalini.

Já o vereador Milton Ferreira (PODE) sugeriu que a vista seja feita após a conclusão da reforma. “Após a inauguração, compete à comissão ir ao local, fazer uma visita para checar o funcionamento. Visitar o RH, o corpo clínico e a rotina do hospital. Não agora”.

A presidente da comissão deve marcar uma reunião da Comissão de Saúde, junto ao Executivo e responsáveis pelo Hospital Sorocabana, para definirem como a visita técnica será realizada.

A reunião, na íntegra, pode ser assistida clicando aqui.

 

 

Deixe a sua contribuição:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também