Vereadores repercutem assuntos públicos em Sessão Plenária

Afonso Braga | REDE CÂMARA

Sessão Plenária desta quinta-feira (25/6)

MARCO CALEJO
HOME OFFICE

Na tarde desta quinta-feira (25/6), vereadores se reuniram presencialmente e de forma virtual na Sessão Ordinária da Câmara Municipal de São Paulo. Os parlamentares debateram diferentes temas, como transporte, meio ambiente e a retomada gradual da economia paulistana.

Transporte público

O vereador José Police Neto (PSD) demonstrou preocupação com o anúncio da SPTrans, responsável pela gestão do sistema de transporte público por ônibus na capital paulista, sobre a readequação da frota na cidade de São Paulo a partir desta quinta-feira (25). “É inaceitável que a gente retire ônibus de 442 linhas, colocando em risco mais de um milhão e 200 mil pessoas que utilizam o transporte público”.

O líder do governo na Câmara, vereador Fabio Riva (PSDB), explicou que a SPTrans readequou as linhas em menos de 9%. Segundo Riva, a prioridade é atender a população dos bairros onde há mais índices de Covid-19 e que são mais afastados do Centro. “A readequação corresponde a 8,39% dos veículos que circulam atualmente. Com a mudança, 10.791 coletivos seguirão operando. Ou seja, 84% da frota total que circulava antes da quarentena. É totalmente improcedente essa informação de que 25% da frota será reduzida”.

Meio ambiente

O desmatamento das matas remanescentes da capital paulista foi um dos temas tratados pelo vereador Gilberto Natalini (PV). O parlamentar disse que fez dois levantamentos sobre o cenário ambiental na cidade. De acordo com Natalini, um estudo foi feito em agosto de 2019 e o outro em abril deste ano.

“Do primeiro dossiê para esse, dobraram todos os números. Hoje, são 160 áreas de desmatamento. Esse desmatamento é feito pelo crime organizado, que desmata, loteia e vende”, disse Natalini, que cobrou providências dos governos municipal e estadual.

Retomada econômica

O vereador João Jorge (PSDB), que presidiu os trabalhos da sessão, falou sobre a expectativa de a cidade de São Paulo passar da atual fase laranja (2ª fase) para a fase amarela (3ª fase) do Plano SP do Governo do Estado.

Caso a capital paulista avance para a próxima etapa de flexibilização, os bares e restaurantes poderão voltar a funcionar com todas as recomendações previstas no protocolo sanitário. O anúncio deve ser feito nesta sexta-feira (26/6), pelo governador João Doria (PSDB).

“Pessoal de São Paulo, a cidade está sendo reaberta. Juízo, cuidado, responsabilidade, uso de máscara, uso de álcool em gel, mantenhamos o distanciamento social. Vamos devagar vencendo”, falou João Jorge.

Outros vereadores

Também se manifestaram durante a sessão, os vereadores Alfredinho (PT), Celso Giannazi (PSOL), Daniel Annenberg (PSDB), Eduardo Suplicy (PT), Gilson Barreto (PSDB) e Juliana Cardoso (PT).

Clique aqui para assistir na íntegra aos discursos dos vereadores que utilizaram a Tribuna dos plenários físico e virtual da Sessão Ordinária desta quinta-feira.

Veja também