Representantes da Secretaria da Educação apresentam ações realizadas durante a pandemia ao Comitê de Crise na Educação

DANIEL MONTEIRO
HOME OFFICE

Vinculado à Comissão de Educação, Cultura e Esportes da Câmara Municipal de São Paulo, o Comitê de Crise na Educação recebeu, em reunião na tarde desta quinta-feira (7/10), a secretária-adjunta de Educação, Minéa Paschoaleto Fratelli, e a secretária-executiva Malde Maria Vilas Bôas, para discutir as ações realizadas pela pasta ao longo da pandemia.

No início da reunião, Minéia fez uma apresentação na qual mostrou dados sobre a rede, destacando como a Secretaria Municipal de Educação atuou para atender a demanda do ensino na capital. Segundo a apresentação, a pandemia trouxe novos desafios relacionados à aprendizagem, evasão escolar e ensino híbrido. Paralelo a isso, foi preciso acolher os alunos, uma vez que metade dos estudantes matriculados na rede estão cadastrados no CADÚnico (Cadastro Único).

Entre os encaminhamentos, ela destacou que as decisões tomadas foram pautadas pela saúde, seguindo a orientação de um grupo multidisciplinar que aconselhava as decisões do Executivo sobre a pandemia. Também foi desenvolvido um protocolo sanitário, elaborado com o conjunto de informações disponibilizadas por diferentes órgãos municipais e estaduais, seguindo as orientações do SUS (Sistema Único de Saúde).

De acordo com Minéia, houve uma maior atenção ao protocolo pedagógico que contemplasse as excepcionalidades da pandemia e lidasse com aspectos de evasão, busca ativa de alunos, ensino remoto, infraestrutura de ensino e atualização cadastral nas escolas, de forma encontrar os estudantes e possibilitar o fornecimento de uniforme e materiais escolares.

Ainda foram realizadas ações junto às entidades sindicais, escutas juntos aos gestores e iniciativas focadas em novos processos de contratação de lavanderias, limpeza e obras emergenciais nas unidades escolares.

Outros pontos citados foram os investimentos realizados na rede, o fornecimento do cartão alimentação, a distribuição de cestas saudáveis e básicas, o fornecimento de absorventes, a convocação e nomeação de novos professores, a solicitação de autorização para realizar novos concursos, a discussão sobre uma nova estruturação organizacional da secretaria, os planos de construção de novas unidades escolares, reformas e melhorias na infraestrutura, entre outros.

Na apresentação, ela ainda citou dados sobre a frequência escolar, vacinação dos profissionais da educação e os índices de contaminações por Covid-19, que apresentaram queda conforme houve o avanço da imunização.

“Eu acho que ficou bastante claro, vereadores e outros participantes, que a gente não minimiza os problemas. A gente tem consciência da enormidade, da grandiosidade dos problemas que estamos enfrentando, principalmente em relação a esse período da pandemia. Mas há também uma preocupação que a gente tenha as ações integradas e, ao mesmo tempo, nós estamos olhando isso com a complexidade que a rede e que a educação exigem: desde planejamento estratégico, desde a contratação de pessoal, revisão de estrutura, recursos para a escola. Então, a gente tem procurado criar ações integradas para a gente fazer frente a um problema e a questões tão graves e tão complexas como a gente tem na secretaria”, comentou Malde.

Após a apresentação, representantes de entidades sindicais e participantes da reunião fizeram uma série de perguntas relacionadas aos dados expostos, a problemas enfrentados pela rede, a outras questões ligadas à educação e à situação dos professores e demais profissionais da área.

A reunião foi conduzida pelo presidente da Comissão de Educação, vereador Eliseu Gabriel (PSB). Também participaram os vereadores Celso Giannazi (PSOL) e Eduardo Suplicy (PT). Você pode conferir aqui a íntegra da reunião desta quinta-feira.

Este é um espaço de livre manifestação. É dedicado apenas para comentários e opiniões sobre as matérias do Portal da Câmara. Sua contribuição será registrada desde que esteja em acordo com nossas regras de boa convivência digital e políticas de privacidade.

Nesse espaço não há respostas - somente comentários. Em caso de dúvidas, reclamações ou manifestações que necessitem de resposta clique aqui e fale com a Ouvidoria da Câmara Municipal de São Paulo.

 Deixe a sua contribuição:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também