Educação, fake news e assistência social foram temas tratados na Sessão Ordinária desta quinta-feira

André Moura | REDE CÂMARA

Sessão Plenária desta quinta-feira (14/8)

MARCO CALEJO 
HOME OFFICE

Vereadores da Câmara Municipal de São Paulo participaram da Sessão Ordinária, na tarde desta quinta-feira (13/8). Os parlamentares que utilizaram a tribuna do plenário debateram temas de livre escolha, defendendo opiniões e sugerindo melhorias para a capital paulista. A sessão foi presidida pelo vereador Prof. Claudio Fonseca (CIDADANIA).

Educação

O vereador Celso Giannazi (PSOL) cobrou a Prefeitura de São Paulo para homologar dois concursos públicos realizados na capital paulista para que sejam nomeados os profissionais de educação aprovados para os cargos de auxiliar técnico e de coordenador pedagógico. De acordo com o parlamentar, o prazo para a homologação termina no próximo sábado (15/8). “A Câmara Municipal aprovou aqui o Projeto de Lei (452/2020), que foi sancionado e está no Diário Oficial de hoje. A lei permite fazer a homologação imediata”.

A permissão citada por Giannazi foi acatada no texto do PL 452/2020 em forma de emenda em 5 de agosto, data da segunda e definitiva votação do projeto. A sugestão foi apresentada pelo vereador Prof. Claudio Fonseca, que explicou o motivo da proposta. “Não era possível por Decreto. Tanto que nós encaminhamos por lei para dar maior segurança jurídica e não ser contestada judicialmente para não embargar o concurso”.

Fake news

O vereador Mario Covas Neto (PODE) falou das fake news, que são as informações falsas disseminadas pela internet. O parlamentar escreveu um artigo sobre o tema e compartilhou o conteúdo durante a Sessão Ordinária. Em dos trechos, Covas Neto disse que “cada um de nós pode fazer a sua parte. Ao ter acesso a qualquer informação, se certifique que a notícia é verdadeira, consulte portais confiáveis. Não tem certeza, não passe para frente”.

Câmara de SP contra as fake news

No início deste mês (6/7), a Escola do Parlamento da Câmara Municipal de São Paulo, em parceria com a ABRACRIM (Associação Brasileira de Advogados Criminalistas), lançou a cartilha “Todos contra as fake news”, com o objetivo de orientar a sociedade sobre as implicações de criar e compartilhar informações falsas.

Clique aqui para baixar o e-book com a cartilha “Todos contra as fake news”.

Assistência social

A criação de espaços de camping na capital paulista para abrigar pessoas que vivem em situação de rua tem sido defendida pela vereadora Soninha Francine (CIDADANIA). Na sessão desta quinta-feira, ela apresentou slides com exemplos positivos de municípios que montam barracas para acolher quem não tem onde morar. Soninha citou as cidades de Olympia e Tacoma, localizadas no estado de Washington, Estados Unidos, e Salto, no interior de São Paulo.

“Já falei algumas vezes sobre isso, e retomo hoje porque está progredindo a discussão nesse sentido. O Comitê de Política para a População em Situação de Rua, que é sediado na Secretaria de Direitos Humanos, vem discutindo isso com mais atenção”, disse Soninha.

Assista aqui à Sessão Ordinária desta quinta-feira.

Deixe a sua contribuição:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também