Santana: moradores pedem mais mobilidade para a capital

Santana

Moradores da região da subprefeitura de Santana / Tucuruvi querem que o novo Plano Diretor Estratégico (PDE) de São Paulo privilegie a mobilidade dos cidadãos, com a construção de corredores de ônibus e ciclovias. Essas foram duas das demandas mais votadas durante oficina realizada neste sábado (8/6) com a população da região para discutir a revisão do instrumento.

O evento faz parte da segunda fase do processo, que terá audiências em todas as 31 subprefeituras da cidade.  Ao invés do formato tradicional de audiência pública, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (SMDU) está utilizando oficinas nas quais os participantes são divididos em grupos de 30 a 50 pessoas que debatem temas relacionados ao plano, como habitação e transporte, entre outros. Ao final do evento, cada equipe vota cinco propostas que serão enviadas para a SMDU.

Na audiência de Santana, os dois grupos participantes elencaram entre suas cinco prioridades o aumento da rede de ciclovias do município. Nós queremos um plano cicloviário para a cidade, envolvendo tanto a macroescala como a escala de bairro. E a ligação dessas ciclovias com a malha existente, afirma o arquiteto Alessandro Sbampato, membro do movimento Santana Viva e relator de um dos grupos.

Outras propostas apresentadas foram estímulo à habitação social nas áreas centrais, investimento prioritário em grupos sociais vulneráveis e a descentralização dos instrumentos de gestão, entre outras. Apesar de serem regionalizadas, as oficinas não têm o objetivo de debater somente problemas locais.

Trem-bala

O vereador Police Neto (PSD) também  lembrou que a subprefeitura está no centro de discussões importantes para a cidade inteira, podendo receber a estação do trem de alta velocidade que ligará São Paulo e Rio de Janeiro, além de poder ter o aeroporto Campo de Marte desativado.

Nós vamos mesmo conseguir tirar a asa móvel do Campo de Marte? E qual destinação queremos dar para aquele local? Os moradores dessa região, mais do que ninguém, precisam refletir sobre essas questões, declarou Police.

Já o vereador Nelo Rodolfo (PMDB), também presente no evento, reclamou que a região é pouco atendida pelo poder público. A Zona Norte tem ficado atrás na questão de obras, de melhorias, disse o peemedebista.

As datas e locais das próximas oficinas do processo de revisão do Plano Diretor estão disponíveis no site Gestão Urbana SP.

(10/6/2013 – 11h10)

Veja também