Presidente da Câmara e vereadores participam da entrega de barcos e drones para GCM

João Raposo | REDE CÂMARA

Prefeito Ricardo Nunes e o presidente da Câmara Municipal de SP, vereador Milton Leite (DEM), (à frente) e os vereadores Rodrigo Goulart (PSD) e Marcelo Messias (MDB) (ao fundo).

JOTA ABREU

O presidente da Câmara Municipal de São Paulo, Milton Leite (DEM), e os vereadores Rodrigo Goulart (PSD) e Marcelo Messias (MDB), ao lado do prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), participaram nesta quarta-feira (21/7) da cerimônia de entrega de barcos e drones para a GCM (Guarda Civil Metropolitana), que serão utilizados nas ações da Divisão de Defesa e Vigilância Ambiental – DDVA, e poderão colaborar para o monitoramento de áreas ambientais, mananciais e biodiversidade da cidade. A cerimônia ocorreu à beira da Represa Guarapiranga e as autoridades puderam conhecer tanto os drones adquiridos como as embarcações. 

Milton Leite ressaltou a importância de equipar a GCM, e explicou o diálogo que estabeleceu com a secretária municipal de Segurança Urbana, Elza Paulina de Souza, para entender as necessidades do setor. Após a conversa, com o aval do prefeito, foi incluído no projeto que autorizou a venda do terreno onde fica o Hospital Edmundo Vasconcelos, um dispositivo garantindo que R$ 10 milhões do total arrecadado sejam destinados à GCM. “Nós temos uma preocupação com a GCM, com os gastos que se faziam necessários, com o objetivo de cuidarmos do que temos de mais importante na cidade. Essa água da represa abastece aproximadamente 5,3 milhões de pessoas na cidade. Não queremos ver a degradação da represa, e é importante haver proteção. A Guarda cumpre um papel muito importante para isso”, disse o presidente. 

O vereador Rodrigo Goulart (PSD), que destinou R$ 200 mil de verba parlamentar para o mesmo fim, também salientou a necessidade de um olhar para as necessidades dos guardas. “Para essa preservação e para esse cuidado com todo esse manancial é muito importante que a GCM tenha condições de fazer a fiscalização, por isso a necessidade das emendas que destinei e da compra que a Prefeitura fez desses equipamentos”. 

O prefeito Ricardo Nunes (MDB), agradeceu a todos os vereadores que, segundo ele, estão dando todo apoio e empenho pela cidade de São Paulo. “Na sexta-feira (16/7), os vereadores começaram a trabalhar às 11h30 e foram terminar no sábado às 6h30. Fui vereador por 8 anos e nunca presenciei uma jornada tão longa de trabalho. É sinal de liderança e de vereadores comprometidos com a cidade, que votaram projetos muito importantes para São Paulo”. 

Equipamentos

Foram entregues três novos barcos infláveis, marca Zefir, modelo G 500 GII, fabricado em Neoprene e Hypalon, foram incorporados aos equipamentos do Destacamento da Náutica. Em média, segundo as especificações técnicas, a embarcação suporta até cinco pessoas.

De acordo com a Prefeitura, o reforço nos equipamentos náuticos possibilita maior efetividade na atuação nas represas Guarapiranga e Billings, localizadas nos territórios de pontos de atenção mais sensíveis às invasões localizadas nas subprefeituras de Capela do Socorro, M’Boi Mirim, Parelheiros, Cidade Ademar, e no apoio às ações das Secretarias Municipais do Verde e Meio Ambiente, Subprefeituras, Habitação, entre outras. 

As embarcações são utilizadas na realização de rondas pelas represas, direcionadas à proteção dos mananciais; fiscalização do descarte irregular de resíduos; fiscalização de condutores de embarcações sem permissão; educação ambiental e apoio aos banhistas e praticantes de esportes náuticos nas 18 praias da região. O policiamento preventivo com barcos reduz o número de infrações, evita acidentes e previne crimes ambientais.

A atuação da GCM na área também conta com o apoio de aeronaves não tripuladas, os drones, que auxiliam no monitoramento e na identificação de infrações no território. Seis novos drones passarão a operar pela GCM na Inspetoria Regional de Defesa Ambiental Cantareira; Comandos Norte, Sul, Leste e Oeste e na Coordenação Municipal de Defesa Civil. Com os novos equipamentos, a frota de drones passará a ser de 12 aeronaves não tripuladas, reforçando as ações de monitoramento de segurança urbana; identificação e monitoramento de áreas de risco e áreas de proteção ambiental da cidade e monitoramento de áreas inseridas em Programas multidisciplinares, subsidiando a produção de índices, dados, estudos e planejamento.

Além dos trabalhos de Segurança Urbana, o Dronepol apoia ações das Secretarias Municipais do Verde e Meio Ambiente, Subprefeituras, Saúde E Cultura, monitorando áreas de preservação ambiental e parques naturais; ocupações irregulares e degradação do meio ambiente; localização e combate de arboviroses; acompanhamento de grandes eventos e próprios municipais, entre outros. Também são apoiadas ações de demais órgãos de segurança pública, CET, COHAB e SABESP.

Este é um espaço de livre manifestação. É dedicado apenas para comentários e opiniões sobre as matérias do Portal da Câmara. Sua contribuição será registrada desde que esteja em acordo com nossas regras de boa convivência digital e políticas de privacidade.

Nesse espaço não há respostas - somente comentários. Em caso de dúvidas, reclamações ou manifestações que necessitem de resposta clique aqui e fale com a Ouvidoria da Câmara Municipal de São Paulo.

 Deixe a sua contribuição:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também