Comissão de Segurança Pública recebe secretária Elza Paulina de Souza

JOTA ABREU
HOME OFFICE

A primeira reunião ordinária virtual da Comissão de Segurança Pública foi realizada nesta quinta-feira (29/4), e contou com a presença da secretária municipal de Segurança Urbana, Elza Paulina de Souza, que realizou uma apresentação sobre o trabalho da GCM (Guarda Civil Metropolitana). Participaram da reunião conduzida pelo presidente da Comissão, vereador Fabio Riva (PSDB), os outros integrantes Antonio Donato (PT), Delegado Palumbo (MDB), Milton Ferreira (PODE) e Silvia da Bancada Feminista (PSOL).

Elza Paulina de Souza começou a apresentação falando sobre sua trajetória de mais de 30 anos na corporação, tendo sido a primeira mulher negra a assumir o comando da GCM e, atualmente, a primeira secretária oriunda da carreira da GCM a assumir a pasta da Segurança Urbana da cidade.

Em seguida, Elza explicou que as atribuições da pasta e da GCM são norteadas pela Senasp (Secretaria Nacional de Segurança Pública). Ela lembrou que o Estatuto das Guardas Municipais trouxe ampliação da atribuição primária e as guardas passaram a fazer também o policiamento preventivo, humanitário e comunitário, além da proteção patrimonial, passando a ser importante ponto de apoio da segurança pública da sociedade.

Ela expôs que a GCM da cidade conta hoje conta 31 unidades operacionais nos territórios, além das unidades específicas e inspetorias, além dos vários trabalhos sociais feitos pela GCM, algumas em parceria com outras pastas.

Elza fez uma apresentação dos índices de produtividade da GCM comparando dados de 2020 com estes primeiros meses de 2021. A secretária ainda trouxe os números de investimentos realizados nos últimos anos, e destacou a compra de uniforme em 2020, que totalizou R$ 3,8 milhões. “Foi a primeira vez que cada guarda civil metropolitano recebeu dois uniformes. Isso para nós foi uma conquista muito grande”, comemorou.

Ainda sobre investimentos, ela apresentou que em 2020 foram empregados R$ 1,6 milhão em armamento não letal, R$ 394 mil em armamento e R$ 253 mil em equipamentos de proteção individual. Também foram locadas novas viaturas para todo o efetivo.

A chefe da pasta de Segurança Urbana ainda respondeu a questionamentos dos vereadores. À Silvia da Bancada Feminista, ela falou a respeito de denúncias de retirada de cobertores de moradores em situação de rua na região conhecida como Cracolândia. Em resposta ao vereador Milton Ferreira, ela explicou a situação do City Câmeras, que prevê parceria com comércios e residências para aumento do monitoramento de vídeo da cidade. O vereador Antonio Donato foi informado sobre o efetivo atual de quase 6 mil guardas e o planejamento de abertura de concurso para contratação de até 1,7 mil novos agentes. E agradeceu ao vereador Delegado Palumbo que defendeu a manutenção de repasse de emendas parlamentares à GCM, mesmo com a pandemia.

Ainda durante a reunião, foi aprovado requerimento de autoria da Silvia da Bancada Feminista, para instalação de uma Comissão de Estudos que vai tratar do índice de homicídios de jovens periféricos na cidade. A princípio, a proponente e o vereador Antonio Donato irão compor este grupo de trabalho.

Este é um espaço de livre manifestação. É dedicado apenas para comentários e opiniões sobre as matérias do Portal da Câmara. Sua contribuição será registrada desde que esteja em acordo com nossas regras de boa convivência digital e políticas de privacidade.

Nesse espaço não há respostas - somente comentários. Em caso de dúvidas, reclamações ou manifestações que necessitem de resposta clique aqui e fale com a Ouvidoria da Câmara Municipal de São Paulo.

 Deixe a sua contribuição:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também