Opinião: Pontes e viadutos de São Paulo

VEREADOR GILBERTO NATALINI (PV)

A capital tem 185 pontes e viadutos.  Alguns deles com 60 anos. Em média, eles têm 40 anos. Já há bastante tempo que a prefeitura não cuida da manutenção dessas obras de engenharia viária, tão necessárias ao tráfego local. O que vemos é uma deterioração das estruturas das pontes e viadutos de São Paulo.

Entrou prefeito e saiu prefeito, e pouco foi feito nesse sentido. Agora, o assunto chegou a um ponto crítico, com uma situação que beira a catástrofe.

Levantamento feito pelo Sindicato das Empresas de Arquitetura e Engenharia aponta que 73 pontes e viadutos de São Paulo têm problemas estruturais, como concreto se desfazendo, buracos e ferrugem. Segundo a prefeitura, a Secretaria de Obras tenta realizar laudos estruturais em 33 pontes e viadutos desde 2017. Das 185 estruturas presentes na capital, 19 estão sem vistoria desde 2012, três delas em estado de “extrema gravidade”.

As vistorias e imagens que fizemos, também mostradas por técnicos e pela imprensa, exigem uma medida urgente do poder público. A queda do viaduto da Marginal Pinheiros e do acesso à Rodovia Dutra, assim como vários outros episódios graves, exige ações que vem sendo proteladas há décadas.

A Prefeitura de São Paulo tem informação do grave quadro. Tomou medidas emergenciais, mas nós queremos um projeto a curto, médio e longo prazo que recupere essas estruturas de concreto, tão conhecidas, tão necessárias e, hoje, tão temidas pelo paulistano.

Estamos fiscalizando e trabalhando no caso.

 

 

 

Deixe uma resposta:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também