Fatia mínima de 30% de papel reciclado na gestão pública é proposta em projeto de lei

DANILO MEIRA
DA REDAÇÃO

A preocupação crescente com a preservação ambiental motivou a vereadora Soninha Francine (CIDADANIA23) a apresentar o PL (Projeto de Lei) 500/2018, que amplia o uso de papel reciclado no âmbito da administração pública paulistana, inclusive a Câmara Municipal de São Paulo. Segundo o PL, ao menos 30% do papel consumido nos órgãos públicos municipais deverá ser reciclado – hoje esse índice é de 10%, de acordo com a legislação vigente.

No mesmo sentido, a compra do papel reciclado deverá ser priorizada nos editais, evitando-se assim o uso de papel branco, mais poluentes, desde a produção e processo de branqueamento, que requer o uso intensivo de cloro.

“É dever de todos contribuir e trabalhar pelo desenvolvimento sustentável, com preservação do meio ambiente e aumento da qualidade de vida, sendo, de outra parte, fundamental que os órgãos públicos deem exemplo de atuação ambientalmente responsável e estimulem a sociedade a fazer o mesmo”, justifica Soninha, no texto do PL.

Acompanhe aqui outros projetos em tramitação de autoria da vereadora Soninha Francine (CIDADANIA 23). No link, você também poderá obter os canais de comunicação da parlamentar e participar diretamente do mandato por meio de propostas, sugestões ou recebendo informativos através do formulário Fale com a Vereadora.

Deixe uma resposta:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também