Projeto do Orçamento 2022 prevê R$ 29,7 milhões para Secretaria de Relações Internacionais

MARCO CALEJO
HOME OFFICE

A Secretaria Municipal de Relações Internacionais tem o Orçamento 2022 estimado em R$ 29,7 milhões. A peça orçamentária está especificada no PL (Projeto de Lei) 669/2021, que propõe a PLOA (Proposta Orçamentária Anual), com a previsão da receita e dos gastos da capital paulista para o ano que vem.

Na planilha da proposta para a pasta, estão previstos R$ 23,2 milhões para promover as relações exteriores. Deste total, R$ 18,2 milhões, deve ser investidos no fomento à cooperação, parcerias e captação de investimentos internacionais e R$ 5 milhões em ações de cooperação para o desenvolvimento sustentável.

Do restante dos recursos, R$ 5,8 milhões devem ser destinados para a administração da unidade. Esse valor absorve os gastos e os investimentos com a secretaria, incluindo a aquisição de materiais, de equipamentos e de serviços de informação e comunicação. A pasta também prevê a manutenção e a operação de sistemas de informação e comunicação.

A Proposta de Lei Orçamentária Anual para o exercício de 2022 está em análise na Câmara Municipal de São Paulo. O texto poderá sofrer alterações sugeridas por munícipes e vereadores durante a fase de tramitação. Assim, o montante destinado à Secretaria Municipal de Relações Internacionais poderá ser alterado. Por isso, participe das Audiências Públicas e envie contribuições por meio do hotsite do Orçamento 2022. A ferramenta disponibiliza o calendário oficial das audiências e traz as últimas notícias sobre a proposta.

Este é um espaço de livre manifestação. É dedicado apenas para comentários e opiniões sobre as matérias do Portal da Câmara. Sua contribuição será registrada desde que esteja em acordo com nossas regras de boa convivência digital e políticas de privacidade.

Nesse espaço não há respostas - somente comentários. Em caso de dúvidas, reclamações ou manifestações que necessitem de resposta clique aqui e fale com a Ouvidoria da Câmara Municipal de São Paulo.

 Deixe a sua contribuição:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também