Participantes do Shape Latam atuam como vereadores por um dia

[/media-credit] Encontro do Shape Latam ocorreu na Câmara Municipal de São Paulo

DA REDAÇÃO

Os participantes da Shape Latam 2018 tiveram a experiência de atuar como vereadores por um dia nesta sexta-feira (16/3). A capital paulista recebe até este sábado a reunião anual dos Global Shapers – comunidade internacional criada pelo Fórum Econômico Mundial, que reúne jovens líderes de diversos países.

Durante as atividades, 50 jovens de 27 países se reuniram na Câmara Municipal de São Paulo, apresentaram Projetos de Lei (PLs) e realizaram votações.

Os participantes realizam uma imersão na realidade na capital paulista por meio de atividades divididas nos temas de educação, tecnologia, sustentabilidade e cidadania.

Os representantes de diferentes países foram divididos em quatro partidos e cada um deles apresentou um Projeto de Lei. Entre as medidas propostas, venceram as sugestões para que os alunos da rede municipal de ensino decidam o que fazer com parte do Orçamento da cidade e que todas as escolas do Brasil façam uma atividade prática com os estudantes para que eles entendam a importância da atuação do vereador.

O global shaper do Rio de Janeiro, Téo Ferraz Benjamin, foi integrante do partido que propôs que as escolas façam atividades iguais a essa. “As pessoas têm uma noção do funcionamento, mas é mais complicado do que elas imaginam. É importante que as escolas possam desenvolver essa atividade para que os estudantes saibam o que os vereadores fazem”, disse.

Para Bruno Vaccotti, de Assunção (Paraguai), essa atividade foi um grande aprendizado. “É uma experiência gratificante porque é fundamental que os políticos se conectem com a população. Ao conhecer como funciona a Câmara, as pessoas participam mais”, disse Vacotti, que atua no Semáforo de Eliminação da Pobreza – metodologia que permite às famílias medir seu nível de pobreza e identificar estratégias personalizadas para solucionar suas necessidades específicas.

A global shaper de San Salvador (El Salvador), Lourdes Argueta, concordou. “Conhecemos na prática o trabalho dos vereadores, como apresentar Projetos de Lei, votar e escolher. É importante para aperfeiçoar a democracia”, disse.

As atividades da Shape Latam foram conduzidas pelo diretor-presidente da Escola do Parlamento da Câmara, Humberto Dantas, e pela vereadora Janaína Lima (NOVO). “Fiquei surpreso com a qualidade das propostas apresentadas pelos participantes”, afirmou Dantas.

A vereadora Janaína Lima – que é uma shaper global – ficou emocionada de poder dividir a experiência dela com os participantes. “Esses jovens sentiram a responsabilidade de sentar em uma dessas cadeiras. Essa vivência faz com que eles votem de maneira diferente, com mais consciência”, disse.

 

 

Veja também