PL que regula aplicativos de carona passa por nova audiência pública

DA REDAÇÃO

Nesta quinta-feira (14/4), a Comissão de Trânsito, Transporte, Atividade Econômica, Turismo, Lazer e Gastronomia realiza mais uma audiência pública para debater a regulamentação dos aplicativos de compartilhamento de carros na capital, previsto no Projeto de Lei (PL) 421/2015, do vereador José Police Neto (PSD).

O projeto dispõe sobre a regulamentação do compartilhamento de automóveis conforme Art. 254 da Lei 16.050, de 31 de julho de 2014, que aprova a política de desenvolvimento urbano, e o Plano Diretor Estratégico do município de São Paulo.

O projeto prevê a regulamentação do compartilhamento de veículos na cidade de três formas:

1) Compartilhamento do equipamento (carro) – É quando o automóvel é locado por determinado período para uso. Este compartilhamento é conhecido também como carsharing e já existem empresas no Brasil, como a ZazCar e Fleety, que trabalham desta forma.

2) Compartilhamento de viagens – É a carona gratuita ou paga. O dono do veículo compartilha ou aluga assentos em seu veículos. A empresa Blablacar faz isso em viagens intermunicipais (não atua dentro de São Paulo ainda, mas pode vir a atuar).

3) Compartilhamento do viário com transporte individual do passageiro – É o caso da Uber e da WillGo (empresa indiana que já está cadastrando motoristas na cidade de São Paulo e será concorrente direta da Uber).

SERVIÇO:

2ª Audiência pública para discutir PL sobre compartilhamento de veículos na Capital

Data: 14 de abril, às 20h

Local: Plenário da Câmara Municipal de São Paulo (Viaduto Jacareí, 100 – 1º andar)

 

12 Contribuições

Marilde

Sou plenamente a favor da regulamentação dos aplicativos.
Todo cidadão tem o direito de escolher a forma de se locomover
nas Cidades.

João Carllos

Gostaria de participar desta sessão, até porque vejo uma grande importância para a sociedade. A liberação deste aplicativo faz face as mudanças necessárias e abre caminho para uma nova linha de empregos e a livre concorrência.

eliseu Aureliano Da Rocha

Só a favor do taxi minha amiga quase foi estrupada num uber anoite o cara até beijo as pernas dela ela Deise que acho que iria ser estrupada e morta ela ia para Santo Amaro foi deichado na raposo tavares

Luiz Fernando Moraes

Essa PL é uma afronta as leis e à constituição Brasileira, carona nunca foi paga. Se quer ganhar dinheiro com o carro transportando pessoas, que siga as normas e as leis que o município rege sobre o serviço de transporte de passageiros. Essa PL pode favelizar, sucataear e desorganizar todo modal de transporte de passageiros individual público. Não enxergam que essa empresa cria caos e desestabiliza toda uma classe de trabalhadores no mundo inteiro. Se espelhem em países de primeiro mundo como a Alemanha, e obriguem todos os APPS a trabalhar com serviço devidamente autorizado e fiscalizado pelo município.

Davi

Afinal este vereador trabalha para os paulistanos ou para a Uber. Ele defende os interesses da empresa com unhas e dentes, mas em nenhum momento ele defende os motoristas. É uma atitude muito suspeita da parte dele é do prefeito, em tempos de lava a jato, eu teria um pouco mais de prudência. É outra coisa esse projeto de lei municipal fere o que diz a constituição e mesmo assim eles estão empenhados em aprovar a Uber, perguntei a um motorista da empresa onde ele se cadastrou e como resposta ele me disse que todo o processo é online. Ou seja a Uber nem sabe se o motorista é o cara que fez o cadastro. Não aprovo este projeto.

Alexandre

Taxistas forçando nos comentários são demais…. Serviço do uber e seguro tire sua conclusão use pelo menos uma vez antes de julgar

Katia Natal

Realmente nem deveria existir qualquer debate sobre esse assunto, os app estão aí pros taxistas tbm…seria muito melhor tentar melhorar o serviço, disponibilizar mais alvarás, pq a desculpa é Q já tem o sulficiente mas se assim fosse, não teria tantos Ubers nas ruas…me admira vocês deixarem pessoas trabalharem sem um curso com carga horário e certificado!
Realmente as leis neste pais e estados estão sendo rasgadas.
Reclamam dos taxistas mas não podemos generalizar a classe.
Se esse Uber está agindo aqui e em outras cidades é por que tem alguém muito importante ganhando pra isso, eles não podem conduzir veículos remunerados…é uma vergonha.

Fernanda Coelho

Sou totalmente contra!!! Sou filha de um taxista que trabalha há mais de 10 anos no taxi, sempre cumpriu com todas suas obrigações, documentação, impostos, manutenção e limpeza do carro, se dedicando sempre para dar um bom atendimento e o cliente sair satisfeito. Agora vem esses aplicativos de “carona” e até mesmo a uber tentando entrar no mercado com a facilidade que os taxistas não tiveram e não tem. Para os taxistas, existe toda uma burocracia para poder trabalhar legalmente, alvará, condutaxi etc. E aí surge um serviço que eles chamam de “revolucionador” que qualquer pessoa com pouquíssimas restrições pode prestar (colocando em risco até mesmo a segurança dos usuários). Injusto!!! Taxistas trabalham 14/16h por dia para poder sustentar suas famílias, dar uma boa educação para seus filhos, sacrificando finais de semana de lazer para poder proporcionar uma qualidade de vida para seus familiares e agora com tudo isso querem dizer que é uma inovação? Não!!!!! Sou Completamente contra! #ForaUber!!!!!!!!!!

Davi Barbosa da Silva

Não concordo, abre precedente prá banalização.
Sou à favor de táxi cadastrado.

Davi Barbosa da Silva

Como eu comentei sou à favor de táxi,pois são motoristas cadastrados na prefeitura.
Além do mais a prefeitura não tem como
Controlar os motoristas dos aplicativos.

Davi Barbosa da Silva

Moderação do quê? Essa é a minha opinião.

Contribuições encerradas.

Veja também