Instalação de ciclovias no Bom Retiro é tema da Comissão de Trânsito

Maria Rita Werneck
DA TV CÂMARA

A região central da cidade ganhou um quilômetro e seiscentos metros de ciclovias no fim do ano passado. Parte desse trecho passa pelo bairro do Bom Retiro, região conhecida pelo comércio de rua. O presidente da Central de Apoio dos Trabalhadores do Brás e do Bom Retiro, Nelson Hong, reclamou aos vereadores nesta quarta-feira, durante a reunião da Comissão de Trânsito e Transporte da Câmara Municipal, dos problemas causados aos comerciantes.

“Nos últimos seis meses, essa implantação tem causado o fechamento de 353 lojas do comércio na região. Estimamos, mais ou menos, o desemprego de 17 mil trabalhadores e uma queda de 30% nas vendas na região do Bom Retiro”, disse.

Além de trabalhar, Hong mora há 26 anos na região e trouxe um abaixo-assinado com mais de duas mil assinaturas à Comissão de Trânsito. Ele pediu aos vereadores uma solução para o caso.

“Tomamos uma iniciativa de fazer um abaixo-assinado para remanejamento, ou que nos horários comerciais essas ciclovias fossem utilizadas para estacionar os carros. Nós queremos alternativas, soluções para esse problema, não simplesmente tirar as ciclovias”, defendeu.

“Todo mundo reconhece a necessidade de termos mais modais de transporte. Preparar a cidade para que as pessoas usem mais bicicletas. O que está é errado é a forma como as coisas estão sendo feitas, às pressas, sem consultar a população”, disse o vereador Ricardo Young (REDE). “Então, eu fiz um requerimento para que a associação apresente as alternativas às ciclovias e possamos discutir com a Secretaria de Transporte um novo trajeto para essa ciclovia”, concluiu.

“Estamos muito longe de ter uma cidade amigável, parceira do pedal urbano. Portanto, temos muito para avançar no diálogo, que é sempre positivo. Ninguém vai dispensar o diálogo, o bom entendimento, porque esse sim torna  vigorosa a ciclofaixa, torna vigoroso o uso da bicicleta como modal de transporte, ajudando a cidade a enfrentar  a sua carro-dependência”, disse o vereador José Police Neto (PSD), presidente da Comissão de Trânsito.

3 Contribuições

Adriana Marmo

Estou fascinada com o poder de uma ciclovia. Pouco mais de um quilômetro foi capaz de fechar 335 lojas, tirar 17 mil empregos e reduzir as vendas em 30%.
Em que mundo vocês vivem?

Samir Souza

Como eu me arrependi de ter votado no Ricardo Young. “Às pressas”? Nosso plano cicloviário veio tarde demais. Antes dele, a bicicleta era vista como brinquedo, lazer. Hoje, as pessoas podem se locomover pela cidade com maior segurança, protegidas de pensamentos carrocratas, no qual ciclistas e pedestres atrapalham o trânsito. Por que os comerciantes não se mobilizam para fazer um bolsão de estacionamento para seus clientes? Se vaga na porta fosse requisito para o sucesso de um comércio, os empresários que possuem lojas em shopping e nos calçadões estariam à míngua.

André Feldman

Não creio que a implantação da ciclovia resulte no fechamento de 353 pontos comerciais!
Se esses estabelecimentos comerciais fecharam, foram outros os motivos!
Historicamente os clientes do Bom Retiro chegam por transporte público, ônibus fretado e tmb automóvel. Nenhum comércio do bairro tem a fachada tão ampla que possam estacionar todos os clientes.
Creio que o real motivo seja a impossibilidade do comerciante ou comércio de estacionar seu carro de frente ao ponto comercial.

Contribuições encerradas.

Veja também