Câmara realiza curso de capacitação “Boas Práticas de Atenção à Pessoa Idosa”

[/media-credit] O último curso de 2018 abordou questões relacionadas à saúde e bem estar do idoso

DANIEL MONTEIRO
DA REDAÇÃO

A Câmara Municipal de São Paulo realizou, nesta quinta-feira (29/11), o último curso de capacitação “Boas Práticas de Atenção à Pessoa Idosa” de 2018. A 49ª edição do evento abordou questões relacionadas à saúde e bem-estar do idoso.

Entre os temas abordados, estão o mapeamento de necessidades, processos de envelhecimento, a importância da alimentação saudável, o papel dos cuidadores, lazer e sexualidade, além de um panorama das doenças mais frequentes da Terceira Idade.

Especialista em urologia, a enfermeira Maria Alice Lelis falou sobre incontinência urinária. Segundo ela, a doença se caracteriza pela perda involuntária de urina (em gotas ou em jato), em geral quando a pessoa tosse ou espirra. De acordo com a quantidade de urina perdida, a incontinência é classificada como leve, moderada ou severa.

Maria Alice disse que o quadro pode ser agravado, caso o paciente tenha problemas de mobilidade, seja dependente ou esteja acamado. “No curso, tratamos com maior amplitude os pacientes que necessitam de cuidadores. Reforçamos a necessidade de higiene adequada na troca das fraldas ou roupas especiais absorventes, falamos do cuidado com a pele e dos produtos de limpeza usados, sobre a atenção às doenças decorrentes do contato com a urina ou fezes, bem como a importância da higienização rápida”, pontuou a enfermeira.

Autor da iniciativa, o vereador Gilberto Natalini (PV) fez um balanço da série de Encontros Temáticos. Segundo o vereador, desde 2013, as atividades capacitaram aproximadamente 5.000 pessoas, entre cuidadores e parentes de idosos.

A continuidade e a frequência dos encontros, disse o vereador, são essenciais para a consolidação de ações e políticas públicas voltadas para a terceira idade. “O trabalho com idosos ocorre há mais de 10 anos, e os cursos oferecidos pela Câmara fazem parte desse esforço. Nesse período, conseguimos parcerias para a produção de apostilas e melhoria da infraestrutura para as atividades. Por conta disso, já temos calendário preparado para 2019, com encontros mensais que deverão capacitar cerca de 150 pessoas ao mês”, destacou Natalini.

Uma das participantes que assistiram às palestras foi a cuidadora Cristina Henrique. Cristina tem participado dos Encontros Temáticos desde 2017 e credita à atividade a possibilidade de evoluir profissionalmente. “Sempre que posso participo porque são cursos essenciais, principalmente para quem já trabalha na área. Tanto que eu já aprendi muita coisa aqui, mesmo cuidando de idosos há nove anos”, disse Cristina.

 

Deixe uma resposta:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também