CPI da Mulher, Orçamento 2021 e aprovação de projetos estão nos Destaques da Semana

JOTA ABREU
HOME OFFICE

Na última terça-feira (17/11), a secretária adjunta de Políticas para Mulheres da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, Kátia Boulos, foi a convidada da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Violência Contra a Mulher. Ela disse que estão sob a responsabilidade da pasta quatro CRMs (Centros de Referência da Mulher), cinco CDMs (Centros de Cidadania da Mulher), uma casa de abrigo sigilosa, duas casas de passagem, e a Casa da Mulher Brasileira — espaços que continuaram abertos mesmo durante a quarentena, com equipes multidisciplinares compostas por assistentes sociais, psicólogas e defensores públicos.

Aconteceu esta semana, na quarta-feira (18/11), a primeira Audiência Pública da LOA (Lei Orçamentária Anual) 2021. O encontro foi organizado pela Comissão de Finanças e Orçamento para discutir o PL (Projeto de Lei) 643/2020, que estima as receitas e fixa as despesas da capital para o próximo ano. O orçamento previsto é de R$ 67,5 bilhões. Compareceu o secretário municipal da Fazenda, Philippe Duchateau, para explicar que o orçamento para 2021 será 2,1% menor que o deste ano, em função do impacto econômico gerado pela pandemia.

Em plenário, na Sessão Extraordinária desta quarta-feira (18/11), a Câmara Municipal aprovou em primeira discussão 16 projetos de vereadores, além do PL (Projeto de Lei) 682/2020, do Executivo. A proposta autoriza a Prefeitura da capital paulista a formalizar um aditivo no contrato de refinanciamento da dívida com a União para suspender o pagamento das parcelas até o fim do ano. 

Confira os Destaques da Semana no vídeo:

Deixe a sua contribuição:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também