Banco genético de pessoas falecidas em situação de rua é tema de PL

MARIANE MANSUIDO
DA REDAÇÃO

O PL (Projeto de Lei) 9/2017, de autoria do vereador Mario Covas Neto (PODE), propõe a criação de um banco de dados para o armazenamento do perfil genético de pessoas em situação de rua que venham a óbito. O material genético será coletado apenas em casos de ausência de identificação civil ou falecimento em condição de indigência.

Com coautoria do vereador Toninho Paiva (PR) aprovado em primeira votação, o PL pretende auxiliar a busca de pessoas desaparecidas e ajudar famílias a descobrir o paradeiro de seus parentes.

Por meio da participação da Assistência Social, o serviço contará com ampla divulgação para garantir que familiares mais próximos de pessoas desaparecidas doem amostras de material genético para comparar as informações armazenadas e identificar os indivíduos.

Acompanhe aqui outros projetos em tramitação do vereador Mario Covas Neto (PODE). No link você também poderá obter os canais de comunicação do parlamentar e participar diretamente do mandato por meio de propostas, sugestões ou recebendo informativos através do formulário “Fale com o Vereador”.

Deixe uma resposta:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também