Vereadores discursaram no Pequeno e no Grande Expediente

RenattodSousa
Plenário
Vereadores Milton Leite, Bezerra, Apolinário e Chico Macena discursaram no Grande Expediente

 

Na terceira sessão ordinária da 15º Legislatura, realizada nesta quinta-feira (05/02), os seguintes vereadores fizeram uso da palavra:
 
Pequeno Expediente
 
Antônio Goulart (PMDB) relacionou as iniciativas do Executivo que apoiou, tratou da Frente Parlamentar dos Problemas da Zona Sul e manifestou preocupação com a falta de vagas em creches e escolas e com a situação da saúde no Município.
 
Jamil Murad, líder do PCdoB, se pronunciou sobre a diminuição da mortalidade infantil e sobre o déficit de leitos hospitalares na rede municipal.
 
Jooji Hato, líder do PMDB, saudou os novos vereadores e pediu a colaboração de seus colegas para que o ajudem na derrubada do veto a projeto de sua autoria relacionado a “moto sem garupa”.
 
João Antônio, líder do PT, abordou as denúncias de fraude nas licitações por empresas que prestam serviço de merenda escolar à Prefeitura de São Paulo e falou da piora na qualidade do cardápio servido nas escolas e creches.
 
José Police Neto (PSDB), líder do Governo, criticou a colheita de assinaturas por parte da bancada do PT para instalação de CPI para investigar as denúncias relativas à merenda escolar, ressaltando os resultados de anterior CPI, de 2007, apurando o mesmo assunto e de Subcomissão da Comissão de Finanças e Orçamento de 2008. Salientou que as recomendações dos relatórios da CPI e da Subcomissão foram acatadas pelo Executivo, como a publicação do cardápio no Diário Oficial e na Internet.
 
Juliana Cardoso (PT) apelou ao líder do Governo em prol de entendimentos visando a uma audiência com o prefeito Gilberto Kassab para encaminhar reivindicações do movimento de moradia.
 
Mara Gabrilli (PSDB) inventariou as conquistas dos portadores de deficiência e mobilidade reduzida e congratulou-se com o secretário da Educação, Alexandre Schneider, pelo seu compromisso com a futura compra de vans para garantir maior acessibilidade aos alunos nessas condições.
 
Marcelo Aguiar, líder do PSC, saudou o Movimento Nossa São Paulo pelas suas atividades e pela edição por parte da entidade da “2ª Pesquisa Viver em São Paulo” com indicadores de qualidade de vida.
 
Carlos Apolinário, líder do DEM, salientou a desnecessidade da instalação de CPI para investigar as recentes denúncias de manipulação das licitações da merenda escolar.
 
Grande Expediente
 
Milton Leite (DEM) informou à Casa não concordar com a instalação da CPI e explicou as razões dessa sua tomada de posição.
 
Carlos Alberto Bezerra Jr. (PSDB) expôs seu descontentamento com o uso político do instrumento das CPIs e questionou pedidos de investigação assinados por vereadores do PT.
 
Carlos Apolinário, líder do DEM, não vê sentido na instalação de CPI para apurar as denúncias do suposto “escândalo da merenda”.
 
Chico Macena (PT) defendeu a instalação da CPI e ressaltou que nenhum partido tem predominância na composição delas porque ela é proporcional.

Veja também