Artigo: Precisamos salvar o verde do Parque da Juta no Sapopemba

Por Vereadora Juliana Cardoso 

O distrito do Sapopemba é um dos mais áridos da cidade com poucas alternativas para lazer da sua população de mais de 300 mil habitantes.

Enquanto a Organização Mundial da Saúde recomenda um mínimo de 12 m² de área verde por pessoa, a região possui uma média de apenas 3,70 m².

Uma das raras áreas verdes, com espécies remanescentes da Mata Atlântica, está situada no bairro Fazenda da Juta, situada entre a Rua Augustin Luberti com a Rua André Thevet.

São 150 mil m² de vegetação valiosa que foram doados pela CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) para a Prefeitura implantar parque público.

Em 2017, após mobilização dos moradores e de várias entidades da região, foi sancionado projeto aprovado na Câmara Municipal tornando oficialmente o local parque, conforme a Lei nº 16.683, de 17/07/2017.

Ocorre que, passados quatro anos, o parque não sai do papel. A área vem sofrendo constantes desmatamentos e descartes de entulhos. A mata é ameaçada por ocupações irregulares e sofre devastação com a derrubada das árvores.

Há décadas, a população da região aguarda com expectativa a implantação do parque. E agora cobra da Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente o imediato cercamento de todo terreno, com serviço de vigilância permanente no local até a execução do projeto básico.

Você é a favor da preservação do pouco de verde que existe naquela região?

Então, assine você também a petição pelo Parque Fazenda Juta!

https://forms.gle/2cQR5Jj6hZ82ML6R6

Este é um espaço de livre manifestação. É dedicado apenas para comentários e opiniões sobre as matérias do Portal da Câmara. Sua contribuição será registrada desde que esteja em acordo com nossas regras de boa convivência digital e políticas de privacidade.

Nesse espaço não há respostas - somente comentários. Em caso de dúvidas, reclamações ou manifestações que necessitem de resposta clique aqui e fale com a Ouvidoria da Câmara Municipal de São Paulo.

 Deixe a sua contribuição:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também