PL que reduz taxa de resíduos sólidos é entregue à Câmara Municipal

2015-10-26-PL-RESIDUOS SOLIDOS-FRANCA-01049-300ABRE

Prefeito Haddad entrega Projeto de Lei ao presidente da Câmara, Antonio Donato
Foto: Luiz França / CMSP

DA REDAÇÃO

O Projeto de Lei (PL) que prevê uma política de resíduos sólidos no serviço de saúde da Capital foi entregue na manhã desta segunda-feira (26/10) à Câmara Municipal de São Paulo. Em cerimônia na prefeitura, o prefeito Fernando Haddad (PT) entregou o PL ao presidente do Legislativo, Antonio Donato (PT).

Segundo Haddad, o projeto trará grandes benefícios, principalmente aos dentistas. “Quem tem consultório, desde sempre paga uma taxa para o tratamento dos resíduos, que precisam ser esterilizados antes da destinação final. Estamos criando uma unidade de tratamento em São Paulo que vai reduzir a menos de 50% o que o município paga para esterilizar esse material. E estamos queremos repassar para os dentistas esse benefício.”

De acordo com o secretário municipal de Serviços, Simão Pedro, a primeira unidade de tratamento deve ser inaugurada até o fim deste ano. Localizada em Itaquera, ela está em fase final de construção. “São R$ 45 milhões de investimentos no distrito de Itaquera. Hoje, a prefeitura terceiriza esse serviço de descontaminação e a gente encaminha para uma unidade em Mauá e em Itaquaquecetuba, o que acaba tornando tudo mais caro”, disse.

“É importante dar celeridade a esse projeto na Câmara. Quando um PL é bem conversado, como é o caso deste, isso ajuda muito na tramitação”, afirmou Donato.

Veja também