Opinião: Quero ser o vereador que mais trabalha em São Paulo para proteger nossas crianças

VEREADOR RINALDI DIGILIO (REPUBLICANOS)

Todos os dias 10 crianças morrem em nosso país. São quase 3.700 vidas ceifadas precocemente todos os anos, e a maior causa é a falta de políticas públicas.

Faltam políticas em todas as áreas. Algumas medidas que não exigem grandes investimentos poderiam ser adotadas e mudar esse quadro. E se queremos enviar uma mensagem para o futuro, o caminho é unicamente as crianças. Se enviarmos uma mensagem ruim hoje, não teremos um bom futuro.

Alguns acreditam, equivocadamente, que cuidar das crianças significa tirar sua inocência, impor a sexualidade precoce ou, ainda pior, levar ideologia para dentro das escolas. Ridículo.

Em outubro, por exemplo, participei de uma visita da ONG Patas Therapeutas, que leva pets para visitar crianças internadas no Hospital Infantil Menino Jesus, por conta da minha Lei 16.827/2018, que autoriza a visita dos animais domésticos a seus tutores hospitalizados. É comprovado cientificamente que esse contato causa melhora da saúde dos pacientes, e os sorrisos das crianças mostraram isso.

Também promovi, em parceria com o Cine Belas Artes e a Super Mães Especiais, uma sessão de cinema adaptada para autistas, com luzes levemente acesas e som mais baixo, por conta do meu Projeto de Lei nº 522/2019, que obriga os cinemas de São Paulo a ter ao menos uma sessão dessas, mensalmente. Algumas foram ao cinema pela primeira vez, e a alegria dos pequeninos foi emocionante.

Foram experiências incríveis, com medidas que exigem pouco investimento, mas que podem mudar vidas e garantir direitos. A política precisa pensar no futuro, e por isso deve pensar nas crianças. E eu quero ser o vereador que mais trabalha em São Paulo para proteger as crianças.

 

Veja também