Final do Hack In Sampa acontece nesta terça-feira

André Bueno/CMSP

Os quatro grupos finalistas vão apresentar ferramentas tecnológicas contra a corrupção

DA REDAÇÃO

Na próxima terça-feira (15/8), no auditório da AASP (Associação dos Advogados de São Paulo), os quatro grupos finalistas do Hack In Sampa vão saber qual deles desenvolveu o melhor aplicativo de combate à corrupção.

Os projetos começaram a sair do papel nos dias 3 e 4 de junho. Programadores, designers e administradores passaram mais de 30 horas no Plenário 1º de Maio, da Câmara Municipal de São Paulo, para formar times e ter as primeiras noções de dados abertos da Prefeitura e do Legislativo paulistano.

A atividade foi promovida pelo gabinete do vereador José Police Neto (PSD). Ele é autor do Projeto de Lei (PL) 01/2017, texto que organiza a Política Municipal de Prevenção da Corrupção, cria o Conselho Municipal e Controle Social e um fundo público para combater o crime. Outros 20 vereadores assinam a proposta.

Nessa próxima etapa os quatro grupos finalistas apresentam suas ferramentas tecnológicas contra a corrupção. O vencedor leva um prêmio de R$ 10 mil. O evento tem patrocínio da Fecomercio-SP (Federação do Comércio do Estado de São Paulo), Banco Itaú e apoios da IBM e da CGM (Controladoria Geral do Município).

Conheça os projetos finalistas:

Luppa
Integrantes: Igor Luiz, Araan Branco, Austin Felipe, Mateus Catossi e Magno Rocha.
Projeto:
Fiscalizar gastos públicos e facilitar a criação de uma petição. A proposta faz uma comparação das compras, com valor de mercado, dando uma lista do que está irregular. A população decidirá qual gasto terá petição.

Specula
Integrantes: Kevin Dantas Shih, Wendel Nascimento, Patrick Ens, Pedro Lelis e Rafael Pettersen.
Projeto: Elaborar uma ferramenta que analisa e trata os dados abertos do governo e encontra incongruências, prevenindo superfaturamento ou outras práticas ilícitas.

Quebrando Barreiras
Integrantes: Kazuyuki Ueda, Fernando Hungaro, Tatiane Silva e Bruno Lemos.
Projetos: Desenvolver análises de fácil entendimento para que qualquer pessoa tenha conhecimento sobre os gastos públicos.

Sheeps Innovation
Integrantes:
Gustavo Murayama, Lucas Tornai, Ludmila Vilaverde, Carlos Torres e João Farret.
Projeto: Criar uma plataforma que identifique comportamentos propensos à corrupção, com a utilização de inteligência de dados. Os critérios são: as realizações de cada político, alocação de gastos públicos, confiabilidade e denúncias às quais responde.

Final do “Hack In Sampa”
Data:  terça-feira, 15 de agosto
Horário:
19h
Local:
Associação dos Advogados de São Paulo
Endereço:
Rua Álvares Penteado, 151, Anhangabaú

 

Veja também