Delegado Dirceu Gravina deve depor na Comissão da Verdade

CMISSAO_DAVERDADE-25022014-FRANCA-00418-72ABRE

Acusado pelo desaparecimento do líder sindicalista Aluísio Ferreira, em 1971, o delegado de polícia Dirceu Gravina será convocado a depor na Comissão da Verdade  Vladimir Herzog, da Câmara de São Paulo.  Um requerimento com o pedido de convocação foi aprovado na manhã desta terça-feira (25/2).

Estava agendado também para esta terça o depoimento de coronel reformado do Exército Erimá Moreira, mas por motivos de saúde ele não pode comparecer. Durante a reunião, foi apresentado o vídeo no qual o presidente da comissão, vereador Gilberto Natalini (PV), ouviu as denúncias do coronel pela primeira vez.

Na ocasião, Moreira afirmou que o então comandante do 2º Exército, general Amaury Kruel, recebeu uma grande quantia de dinheiro das mãos do presidente da Fiesp (Federação das Indústrias de São Paulo), Raphael Nochese, para trair o ex-presidente João Goulart e dar apoio ao golpe militar de 64.

(25/02/2014 – 15h42)

Veja também