Confira os pronunciamentos dos vereadores no Pequeno e no Grande Expediente

RenattodSousa
Doze vereadores fizeram uso da palavra
A sessão ordinária acontece no Plenário 1º de maio

 

Nesta quinta-feira (19/02), a Câmara Municipal de São Paulo realizou a 9º sessão ordinária. Os seguintes vereadores discursaram no Pequeno e Grande Expediente: 

Pequeno Expediente

Marcelo Aguiar (PSC) alertou sobre os danos causados por violência e abuso sexual infantil. O vereador também apontou dados que comprovam a intensidade do uso da internet pelas crianças e comentou a ação dos pedófilos na rede.
 
Quito Formiga(PR) enfatizou a importância da educação e do acesso total e irrestrito das crianças e dos jovens ao ensino público.
 
Marco Aurélio Cunha (DEM) comentou o conflito de domingo envolvendo torcedores do Corinthians e São Paulo na saída do jogo no estádio do Morumbi. O vereador rebateu as críticas quanto à segurança do estádio. Segundo ele, o Morumbi  é completamente seguro e tem condições de abrigar qualquer campeonato.
 
Natalini(PSDB) falou sobre o projeto Envelhecimento Ativo na Cidade de São Paulo e defendeu medidas para melhorar a qualidade de vida das pessoas com mais de 60 anos.
 
Netinho de Paula(PC do B) lembrou o Dia Internacional de combate a Discriminação Racial e fez uma solicitação ao ministro Edson Santos para que São Paulo seja contemplada com uma Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Social.  
 
Noemi Nonato(PSB) agradeceu seus eleitores e falou sobre a Quinzena Municipal de Doação, que tem a função de incentivar a doação de sangue e será realizada nas duas primeiras semanas de Julho.
 
Penna (PV) comentou o episódio da brasileira na Suíça.
 
Ricardo Teixeira (PSDB) alertou os cidadãos sobre a segurança no trânsito durante o Carnaval.
 
Grande Expediente
 
O vereador Agnaldo Timóteo(PR)  enalteceu o ministro da Igualdade Racial,
Edson Santos.
  
Claudio Fonseca (PPS) elogiou o vereador Ítalo Cardoso por seu empenho para a criação do Dia da Consciência Negra e também por seus trabalhos na defesa dos direitos humanos.
 
João Antonio (PT), líder da bancada do PT, criticou a Prefeitura que, segundo reportagem do jornal O Estado S. Paulo, irá contratar empresas para o fornecimento de merenda que já vêm sendo investigadas pelo Ministério Público Estadual por formação de cartel.
 
Aurélio Miguel (PR) criticou a contratação de coronéis reformados da PM para cargos de confiança nas subprefeituras.

Veja também