Capital retoma vacinação contra Covid-19 de grávidas e puérperas com comorbidades 

KAMILA MARINHO
HOME OFFICE

A Prefeitura de São Paulo retomou nesta segunda-feira (17/5) a vacinação contra a Covid-19 de gestantes e puérperas com qualquer comorbidade comprovada e idade acima de 18 anos.

Para receber a primeira dose, mulheres grávidas em qualquer período gestacional deverão apresentar comprovante de acompanhamento e/ou pré-natal e/ou laudo médico. As mães que acabaram de dar à luz podem utilizar a declaração de nascimento da criança, o que deve ter ocorrido há menos de 45 dias.

É necessário comprovar a comorbidade apresentando documentos de saúde como exames, receitas, relatório ou prescrição médica, bem como cadastros pré-existentes nas UBSs, com o nome do médico e CRM.

A imunização será feita nas 468 UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e nos oito novos mega postos até a próxima quarta-feira (19/5).

Outros grupos

A Secretaria Municipal de Saúde também dá continuidade, a partir de hoje, à campanha contra a Covid-19 com a aplicação da primeira dose de vacina nas pessoas com comorbidades acima de 50 anos e também pessoas com deficiência permanente inscritas no BPC (Benefício de Prestação Continuada).

São consideradas comorbidades doenças cardiovasculares, diabetes, pneumopatias crônicas, cirrose hepática, obesidade mórbida e casos de hipertensão.

Outras informações sobre a campanha de imunização na capital podem ser obtidas acessando o site Vacina Sampa.

Mais sobre o novo coronavírus

De acordo com o boletim diário mais recente publicado pela Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo sobre a pandemia do novo coronavírus, nesta segunda-feira (17/5) a capital paulista totalizava 29.089 vítimas da Covid-19.

Havia, ainda, 1.105.197 casos confirmados de infecções pelo novo coronavírus. Desde o início da pandemia, 1.378.101 pessoas haviam recebido alta após passar pelos hospitais de campanha, da rede municipal, contratualizados e pela atenção básica do município.

Abaixo, gráfico detalhado sobre os índices da Covid-19 na cidade de São Paulo.

Prefeitura de SP

Em relação ao sistema público de saúde, nesta segunda-feira (17/5), a taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) destinados ao atendimento de pacientes com Covid-19 na região metropolitana de São Paulo é de 76,6%.

Já no domingo (16/5), o índice de isolamento social na cidade de São Paulo foi de 47%. A medida é considerada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e autoridades sanitárias a principal forma de contenção da pandemia do novo coronavírus.

A aferição do isolamento é feita pelo Sistema de Monitoramento Inteligente do Governo de São Paulo, que utiliza dados fornecidos por empresas de telefonia para medir o deslocamento da população e a adesão às medidas estabelecidas pela quarentena no Estado.

Ações e Atitudes

A Fundação Pró-Sangue, vinculada à Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo, está com o estoque operando em nível crítico e convoca com urgência os doadores de sangue. Os tipos O- e O+ estão em situação emergencial, com abastecimento para menos de um dia. Já os sangues do tipo A- A+, B- e B+ estão em alerta, com tendência de entrada no patamar crítico.

Para quem se vacinou contra a Covid-19, o Ministério da Saúde estabelece prazos distintos de aptidão para cada tipo de imunizante:

– 48 horas após cada dose da vacina Coronavac (da Sinovac/Butantan);

– 7 dias após cada dose da vacina Oxford (da AstraZeneca/Fiocruz);

– 7 dias após cada dose da vacina da Pfizer (produzida em parceria com a BioNtec).

Ainda de acordo com as orientações do ministério, as pessoas devem priorizar a vacinação contra a Covid-19, caso estejam no grupo prioritário estabelecido para as duas vacinas. Além disso, é importante que respeitem o intervalo mínimo de 14 dias entre cada uma delas.

Quem tiver interesse em ajudar deve fazer o agendamento on-line da sua doação pelo site da Pró-Sangue.

*Ouça aqui a versão podcast do boletim Coronavírus

*Este conteúdo e outros conteúdos especiais podem ser conferidos no hotsite Coronavírus

Este é um espaço de livre manifestação. É dedicado apenas para comentários e opiniões sobre as matérias do Portal da Câmara. Sua contribuição será registrada desde que esteja em acordo com nossas regras de boa convivência digital e políticas de privacidade.

Nesse espaço não há respostas - somente comentários. Em caso de dúvidas, reclamações ou manifestações que necessitem de resposta clique aqui e fale com a Ouvidoria da Câmara Municipal de São Paulo.

 Deixe a sua contribuição:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também