Câmara aprova valorização da carreira dos auditores fiscais

SS PLENARIA-09-05-2015-ANDRE BUENO9576-300ABRE

Auditores municipais comemoram a aprovação do projeto                 Foto: André Bueno / CMSP

 

ROBERTO VIEIRA
DA REDAÇÃO

Os vereadores aprovaram, por unanimidade, em primeira discussão o Projeto de Lei (PL) 36/2015, enviado à Câmara Municipal pelo prefeito Fernando Haddad. O texto altera os fatores de multiplicação de produtividade fiscal da carreira de Auditor Fiscal Tributário, que dependendo das metas atingidas aumentará seus vencimentos.

“Ao reestabelecer as metas, os auditores que as cumprirem podem ter uma remuneração acrescida de até 25%, mas tem que cumprir as metas. Esta é uma forma de remuneração que você faz para que quem mais trabalha, mais produz, tenha maiores remunerações”, explicou o líder do PSD, vereador José Police Neto.

De acordo com a justificativa anexada ao PL, a prefeitura tem enfrentado dificuldades, inclusive, para manter seus auditores, seja em decorrência das revalorizações das equivalentes carreiras de outros estados, seja em virtude de distorções salariais verificadas após reestruturações da categoria.

Nas principais capitais brasileiras (Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Fortaleza e Manaus), o salário inicial médio está em torno de R$ 18 mil, enquanto na cidade de São Paulo a remuneração está estimada em R$ 14,2 mil.

“Ainda é uma primeira votação, há necessidade de mais uma votação antes da sanção do prefeito, e nessa ocasião poderão ser apresentadas emendas ou substitutivos. Agora, é uma carreira importante para a prefeitura e que será valorizada, e com isso quem ganha é a administração pública, e por consequência, a população de São Paulo”, reiterou o vereador Arselino Tatto (PT), líder do governo. O PL aguarda agora o tempo regimental para voltar à pauta do plenário.

Uma Contribuição

antonio carlos meireles gama

Uma boa iniciativa, dando valor
a meritocracja.

Contribuições encerradas.

Veja também