Vereadores representam o Legislativo paulistano na assinatura de protocolos setoriais

MARCO CALEJO
HOME OFFICE

Com o avanço da capital paulista para a terceira etapa (fase amarela) do Plano São Paulo, do Governo do Estado, entidades que representam os clubes sociais, centro paraolímpico e empresas de TI (Tecnologia da Informação) assinaram os termos de compromisso para a retomada consciente das atividades no último sábado (27/6). O presidente da Câmara, vereador Eduardo Tuma (PSDB), participou da cerimônia de assinatura dos protocolos setoriais ao lado do prefeito Bruno Covas (PSDB).

Para a reabertura gradativa, autorizada a partir desta segunda-feira (29/6), os setores deverão obedecer às regras de segurança e higiene, com o fornecimento de máscaras, manter o distanciamento social, fazer a adequação necessária no ambiente de trabalho e realizar a triagem das pessoas que frequentam os locais. O retorno dos treinos no centro paraolímpico está previsto para a próxima quarta-feira (1/7).

Durante o evento de assinatura dos documentos, Eduardo Tuma ressaltou as ações da Prefeitura de São Paulo no combate a Covid-19 e destacou as medidas que a cidade tem adotado para promover a reabertura gradual das atividades.

“Agradeço muito por esse empenho junto ao paulistano e, nesse momento, de forma responsável, equilibrada e até mesmo corajosa, fundamentalmente quanto ao protocolo dos clubes sociais, esportivos e culturais aqui na cidade de São Paulo, com o resgate desse setor que a Prefeitura faz nesse momento”, disse Tuma.

Mesmo com o retorno de forma consciente dos setores, o prefeito Bruno Covas reforçou que a capital paulista ainda segue no enfrentamento da pandemia. Para a cidade não retroceder, o chefe do Executivo Municipal pediu para que todas as medidas de higiene e de proteção continuem sendo praticadas pela população.

“Mesmo na sexta-feira (26/6) tendo conseguido índices que colocam a cidade, a partir de segunda (29/6), na fase três amarela, nós decidimos seguir a recomendação do Centro de Contingência. Vamos aguardar mais uma semana para ver se os índices se mantêm na fase amarela, para poder reabrir os setores que poderão ser reabertos na fase amarela somente a partir da outra segunda-feira, dia 6 de julho”, explicou Covas.

Além do presidente da Casa, vereador Eduardo Tuma, também acompanhou a assinatura dos protocolos o vereador Daniel Annenberg (PSDB).

Deixe a sua contribuição:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também