Valorização das zonas rurais é discutida em audiência pública na Câmara

2016-11-28-ap-agroecologia-e-des-rural-abueno2837abre

Audiência Pública sobre Agroecologia e Desenvolvimento Rural foi realizada no plenário 1º de Maio
Fotos: André Bueno / CMSP

 

DA REDAÇÃO

A necessidade de mais políticas públicas para incentivar a agroecologia e o desenvolvimento rural sustentável na cidade foi um dos principais desafios apontados pela população durante audiência pública realizada nesta segunda-feira (28/11) na Câmara Municipal de São Paulo.

pedro-2016-11-28-ap-agroecologia-e-des-rural-abueno2753mio

Pedro Almeida, da Associação de Agricultores da Zona Leste

De acordo com a prefeitura, cerca de um terço do território paulista apresenta características rurais. Mas essa área está sendo cada vez mais pressionada pelo avanço da urbanização e o impacto de grandes obras, o que fez com o conceito de zona rural fosse inserido no PDE (Plano Diretor Estratégico), aprovado em 2014. A ideia amplamente discutida na Câmara propõe incentivar usos e atividades econômicas que sejam capazes de conciliar a proteção ambiental com a geração de emprego e renda, bem como a melhoria da qualidade de vida da população.

O integrante da Associação de Agricultores da Zona Leste Pedro Almeida sinalizou para a importância do projeto, no entanto acha que é necessário mais políticas pública para ampliar o setor. “A cidade não está configurada para ter agricultura. Precisamos de propostas voltadas para o acesso a terra, a assistência técnica e a comercialização dos produtos”, disse.

valeria-macorati-2016-11-28-ap-agroecologia-e-des-rural-abueno2912

Presidente da Cooperativa de Agricultores do Extremo Sul, Valéria Macoratti

Produtor de hortaliças e legumes, Almeida contou que muitas pessoas vendem para restaurantes, feiras e em eventos esporádicos. “É possível ganhar até três salários mínimos com a agricultura, que muitas vezes ajuda a complementar a renda”, argumentou.

A presidente da Cooperativa de Agricultores do Extremo Sul, Valéria Macoratti, explicou a importância de agricultura. “Precisamos que os novos vereadores e a nova gestão tenham conhecimento do nosso trabalho e do quanto esse setor produz e precisa de mais desenvolvimento”, opinou.

fernando-2016-11-28-ap-agroecologia-e-des-rural-abueno2853mio

Secretário de Desenvolvimento Urbano, Fernando de Mello Franco

Os representantes da prefeitura e o vereador Nabil Bonduki (PT), relator do Plano Diretor e responsável pela realização da audiência, pontuaram os benefícios da agroecologia e do desenvolvimento rural na capital. “Precisamos garantir o caráter rural da cidade e manter as áreas que estão livres e têm vegetação e são importantes para a produção de água. O PDE foi importante para dar condições para que esse setor tenha legitimidade”, explicou o diretor da divisão de Unidades de Conservação do Departamento de Parques e Áreas Verdes da Secretaria do Verde e Meio Ambiente, Domingos Leôncio Pereira.

O secretário de Desenvolvimento Urbano, Fernando de Mello Franco, contou que a prefeitura está desenvolvendo uma plataforma para que os produtores vendam mais. “Queremos conectar a produção rural com a zona urbana, articulando os produtores com os restaurantes que estão direcionam para um cardápio mais qualificado e baseado na produção de orgânicos”, explicou.

nabil-2016-11-28-ap-agroecologia-e-des-rural-abueno2757mio

Vereador Nabil Bonduki (PT)

O vereador Bonduki argumenta que o incentivo na zona rural é fundamental para melhorar o aproveitamento das áreas. “A ideia é contar a expansão horizontal que gera cada vez mais despesa por conta do deslocamento dos cidadãos, e isso só vai acontecer se houver alternativas econômicas nas zonas rurais. O grande desafio do poder público é o de fazer com que essa atividade rural seja cada vez mais sustentável e que a zona rural cumpra seu papel estratégico de desenvolvimento da cidade”, disse.

Veja imagens do evento:

Veja também