Orçamento de Serviços prioriza canalização de córregos e obras para melhorar a mobilidade

 DA REDAÇÃO

A canalização de diversos córregos e a duplicação de avenidas para melhorar a mobilidade na capital paulista foram as principais demandas apresentadas pela população durante as Audiências Públicas realizadas pela Comissão de Finanças e Orçamento para discutir a Proposta de Lei Orçamentária 2018 (PL 686/2017) – que estima as receitas e fixa as despesas da capital paulista para este ano.

A necessidade de mais recursos para realizar essas obras foi considerada pela Câmara Municipal de São Paulo durante a tramitação do Projeto. Para garantir que a Secretaria Municipal de Serviços e Obras consiga realizar essas ações, o vereador e sub-relator do Orçamento para essa Pasta, Rodrigo Goulart (PSD), fez alguns remanejamentos – que totalizaram R$ 56, 6 milhões – e conseguiu aumentar a verba prevista de R$ R$ 762, 8 milhões para R$ 776,8 milhões.

Parte da mudança foi do valor que seria utilizado para o Autódromo de Interlagos. “Fizemos alguns remanejamentos dentro da própria Secretaria para priorizar algumas obras. Sabemos que o Autódromo poderá ser privatizado e não precisará de recursos públicos. Por isso, pegamos essa verba e investimentos em obras de manutenção na cidade”, disse Goulart.

A canalização dos córregos Tanquinho, dos Freitas, Zavuvus e do Cordeiro é uma das ações que foram beneficiadas com esse remanejamento. Para realizar as obras em cada uma dessas áreas, serão investidos mais de R$ 10 milhões.

Para melhorar um dos principais gargalos de mobilidade na zona sul, o sub-relator propôs R$ R$ 2,5 milhões para a construção da Ponte Graúna Gaivotas. “A obra vai ligar dois bairros e vai  desafogar o trânsito na Avenida Dona Belmira Marin. É um complemento dessa via”, argumentou Goulart.

O Orçamento aprovado pela Câmara ainda garantiu R$ 13,7 milhões para a duplicação da Avenida Senador Teotônio Vilela entre o número 8.500 e a Avenida Jaceguava, R$ 3 milhões para a pavimentação de Ruas e Avenidas nas Prefeituras Regionais Cidade Ademar, Santo Amaro, Capela do Socorro e Parelheiros, R$ 2 milhões para a construção do Piscinão Mooca 2 – Clube Arthur Friedenreich e R$ 1,5 milhão para o prolongamento da Marginal Direito do Rio Pinheiros – desde a ponte Transamérica até a Ponte Vitorino Goulart.

Veja também