Comissão de Segurança Pública debate aplicação de recursos na polícia

d

João Batista (à esquerda) e vereador Reis (PT), em reunião da comissão de Segurança Pública
Foto: Luiz França / CMSP

MARIANA GHIRELLO
DA TV CÂMARA

Durante a reunião de trabalho da Comissão de Segurança Pública nesta quarta-feira, o presidente do Sindicato dos Investigadores do Estado de São Paulo, João Batista, afirmou que é necessário aplicar mais recursos na polícia para reduzir os índices de criminalidade na cidade.

“É preciso dar mais condições de trabalho, investir mais na inteligência policial, investir no policial para que nós possamos chegar antes do crime, que se evite de o pequeno chegar ao maior, foi assim que aconteceu em Nova York com a tolerância zero.

João Batista citou ainda que o déficit de profissionais na instituição afeta o atendimento da população. “Nós estamos com 45% de falta de material humano. Tem delegacias que se fecham a noite e isto faz com que a população sofra muito com esse atendimento noturno”.

Ele ainda lembrou o alto número de inquéritos por escrivães e desvio de função. “tem escrivães que tem 400, 500, ou até 600 inquéritos policiais. o investigador que deveria estar investigando, está fazendo um boletim de ocorrência”.

O vereador reis, presidente da comissão de segurança pública, contou que visitou algumas delegacias no final de semana e constatou que realmente pra cada região tem uma delegacia atendendo e outras fechadas.  “Isso a noite, sábado, domingo e feriados, como se o crime acontecesse aos dias úteis e horários de expediente. e isso para a população é ruim porque dificulta o registro das ocorrências”.

Veja também