Setembro Amarelo: Conheça os postos de atendimento à saúde mental em São Paulo

BEATRIZ DAMASCENO
HOME OFFICE

Ansiedade, depressão e todas as doenças da mente possuem e precisam de tratamento médico. Em São Paulo, o atendimento é oferecido na rede municipal, em UBSs (Unidades Básicas de Saúde), CAPS (Centros de Atenção Psicossocial) e nos CECCOs (Centros de Convivência e Cooperativa).

De acordo com a Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo, o atendimento à saúde mental é oferecido para qualquer cidadão que procure ajuda. No primeiro momento, sua necessidade será ouvida e o profissional deve encaminhar para a melhor estratégia de tratamento.

As equipes de atenção psicossocial contam com médicos psiquiatras, clínicos, pediatras e neurologistas, psicólogos, terapeutas ocupacionais, enfermeiros, assistentes sociais, educadores físicos e outros profissionais. O acolhimento do paciente é definido de acordo com a sua necessidade.

CAPS

Atualmente, a rede municipal possui 97 CAPS que estão distribuídos em toda capital paulista, as unidades são consideradas a porta de entrada para o atendimento à Saúde Mental na Secretaria Municipal de Saúde.

O CAPS escuta os cidadãos que procuram ajuda e participam da construção de Projeto de Terapêutico Singular, que é elaborado considerando sua história de vida, problemáticas e necessidades. Para ter acesso ao endereço e saber o mais próximo da sua residência,  clique aqui.

CECCOs

Os CECCOs tem o intuito de favorecer a aproximação e a convivência entre a população, tendo como base a diversidade de pessoas, incluindo pessoas com transtornos mentais, com deficiência, idosos, crianças, adolescentes, pessoas em situação de rua, entre outros.

De acordo com suas habilidades, gostos e necessidades, o munícipe pode ser  direcionado para atividades esportivas, culturais e artísticas. As oficinas promovem novos encontros e relações, o compartilhamento de experiências, o desenvolvimento de novas habilidades, que pode ser uma nova fonte de renda e lazer.

São Paulo conta com 24 CECCOs, que funcionam de segunda a sexta, não é necessário ter um encaminhamento ou agendamento para ser atendido. Para conferir os endereços clique aqui.

CVV

Se você está enfrentando um momento difícil ou reconhece sintomas de depressão, falar é a melhor solução. O CVV (Centro de Valorização da Vida)  realiza voluntariamente atendimento de apoio emocional  e de  prevenção ao suicídio, todos os dias, 24 horas. A ligação é gratuita e sigilosa, pelo número 188.

Este é um espaço de livre manifestação. É dedicado apenas para comentários e opiniões sobre as matérias do Portal da Câmara. Sua contribuição será registrada desde que esteja em acordo com nossas regras de boa convivência digital e políticas de privacidade.

Nesse espaço não há respostas - somente comentários. Em caso de dúvidas, reclamações ou manifestações que necessitem de resposta clique aqui e fale com a Ouvidoria da Câmara Municipal de São Paulo.

 Deixe a sua contribuição:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também