Policiais Militares, Civis e Guardas Municipais recebem homenagem

LETÍCIA VIOLA

A Câmara Municipal de São Paulo realizou nesta quarta-feira (7/01) uma Sessão Solene para entrega de medalhas a Policiais Militares, Civis e Guardas Municipais que se destacaram em suas atribuições.

Para o presidente da ABFIP (Associação Brasileira das Forças Internacionais de Paz) o ato é uma oportunidade de reconhecer o trabalho árduo feito na sociedade e pela sociedade.

“Esse momento para nós é muito importante porque nossos heróis e guerreiros – incluindo todos os segmentos da sociedade: PMs, Civis, Federais e Guardas Civis – representam nossos valores. Cada medalha traz uma história que foi escrita com sangue”, diz.

No evento, presidido pelo vereador Conte Lopes, foram entregues 156 medalhas, sendo 67 Tiradentes, 53 Cinquentenário, 17 Guardas Civis Municipais do Brasil, 12 Jubileus de Prata e 7 Jubileus de Brilhante Batalhão Suez, confiados por grupos.

Conte abriu a fala elogiando o trabalho de segurança realizado no estado de São Paulo. “Eles estão sendo homenageados pela população por essa guerra que combatemos contra o crime todos os dias”, afirma.

Ainda segundo o vereador a solenidade é importante para valorizar e estimular o trabalho de segurança do Estado e Município. “Essa solenidade é uma valorização dos policiais de São Paulo que continuam combatendo o crime e impedindo que aconteça no Estado o que está acontecendo no Rio de Janeiro. É importante valorizar o trabalho desses homens que arriscam a própria vida”, conta.

Durante o evento foi feita uma homenagem ao soldado da Polícia Militar (PM) Leonardo Cesar Assunção, que morreu afogado depois de entrar no rio Paraíba durante uma perseguição em São José dos Campos.

Para o pai do PM, Leonardo Cesar Rodrigues de Souza, capitão do exército e chefe de inteligência do 5° Batalhão de Infantaria Leve de São Paulo, a condecoração tem um significado muito importante.  “No juramento de formação de policiais prometemos empenhar o sacrifício da própria vida. Eu me sinto honrado porque eu vi meu filho morrendo no cumprimento do dever, salvando pessoas que ele nem conhecia.”

Ainda segundo o capitão, o evento é importante porque o significado da medalha vai além de um pedaço de metal. “Não é pelo valor, mas sim pelo que representa para nós. É motivador”, declara.

A Sessão Solene contou com a presença de aproximadamente 300 pessoas, entre polícias e familiares. A dupla Daiane Oliveira e Marcio Sellis fizeram a apresentação musical da noite.

Veja também