Semana de hip-hop debate rádios comunitárias na Câmara

RenattodSousa
HIP-HOP-2332012-Rtto_2974-72-ABRE

A quarta Semana da Cultura Hip-Hop de São Paulo chegou nesta sexta-feira à Câmara Municipal com o debate Da imprensa negra ao hip-hop: do fim das rádios comunitárias à migração para a comunicação virtual. Segundo Pirata, rapper e um dos organizadores da semana, o tema é de muita importância para o movimento, que utiliza bastante essa ferramenta.

O mediador da discussão, Sandro Rogério Lima Santos, rapper conhecido como Ice Boy, explicou que o objetivo do evento é entender os mecanismos de imprensa e como o hip-hop vem resistindo. Segundo ele, desde o fechamento das rádios comunitárias, a Internet tem sido uma forma eficaz de divulgação para o movimento.

A Internet é um meio barato e rápido, que facilita o diálogo com uma geração ligada ao computador, expôs Ice Boy, que vê na possibilidade de troca de vídeos uma ferramenta que, além de atrair a meninada, cria uma nova geração de produtores audiovisuais.

Embora defenda a comunicação através do computador, o mediador do debate acredita que a volta das rádios comunitárias é necessária para a comunidade negra e para o hip-hop. O jornalista Antônio Assiz, que também participou do encontro, acredita que as rádios são o veículo ideal para a periferia contar a sua história.

Para Assiz, embora existam 34 rádios autorizadas a funcionar em São Paulo, o número é muito pequeno considerado o tamanho da periferia paulistana.

Depois do debate, o hip-hop continuou no piso térreo da sede Câmara Municipal, onde houve uma confraternização com DJs tocando música nas picapes e break-dancing (dança que faz parte do movimento).

A quarta Semana da Cultura Hip-Hop é realizada pela Secretaria de Participação e Parceria (SMPP) junto com as secretaria de Cultura e de Educação, com o apoio do Fórum de Hip Hop Municipal. Além do Palácio Anchieta, foram realizadas atividades no Centro Cultural da Juventude, na Galeria Olido e nos CEUs Alvarenga, Parelheiros, Perus e São Rafael.

O encerramento da programação será no sábado (24), no Vale do Anhangabaú. Além de um bate-papo com o tema Hip-Hop, entretenimento ou movimento?, haverá a entrega do Prêmio Sabotage nas categorias: Melhor Disk Jockey (DJ), Melhor Mestre de Cerimônia (MC), Melhor Grafiteiro e Melhor dançarino (Break Boy).

(23/03/2012 19h47)

Veja também