São Paulo recebe um milhão de doses da Coronavac, desenvolvida pelo Butantan

DANIEL MONTEIRO
HOME OFFICE

Na manhã desta quinta-feira (3/12), o Governo do Estado recebeu uma remessa de 600 litros a granel da vacina Coronavac, correspondente a um milhão de doses. Com isso, já são 1 milhão e 120 mil doses enviadas pela farmacêutica chinesa Sinovac ao Estado de São Paulo.

Esta é a segunda remessa a chegar no país. A primeira, com 120 mil doses prontas, foi recebida no dia 19 de novembro. Ao todo serão 46 milhões de doses, sendo 6 milhões já prontas para aplicação e 40 milhões em forma de matéria-prima para produção, envase e rotulagem em fábrica própria do Instituto Butantan na capital paulista, parceiro da Sinovac no desenvolvimento da vacina.

O processo de envase desta primeira remessa de insumos deve levar de quatro a sete dias e envolverá, diretamente, cerca de 40 colaboradores do Butantan. A produção será ininterrupta. O lote ainda passará por testes que vão aferir e validar a qualidade do produto e também do processo produtivo.

As demais remessas chegarão no decorrer das próximas semanas. Já a disponibilização para a população ocorrerá somente após a comprovação da eficácia, que deverá acontecer após a conclusão da terceira fase dos estudos clínicos e posterior aprovação e registro por parte da Anvisa. A vacina está em fase final de testes clínicos em humanos no Brasil e deverá ter os resultados de eficácia anunciados na primeira quinzena de dezembro.

Mais sobre o coronavírus

Segundo dados do boletim diário sobre a pandemia do novo coronavírus publicado pela Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo, nesta quinta-feira (3/12) a capital paulista contabiliza 14.601 vítimas da Covid-19.

Há, ainda, 418.202 casos confirmados de infecções pelo novo coronavírus e 609.237 casos suspeitos sob monitoramento. Até o momento, 624.465 pessoas receberam alta após passar pelos hospitais de campanha, da rede municipal, contratualizados e pela atenção básica do município.

Abaixo, gráfico detalhado sobre os índices da Covid-19 na cidade de São Paulo nesta quinta-feira.

Prefeitura de SP

Em relação ao sistema público de saúde na Grande São Paulo, a atualização mais recente destaca que, nesta quinta-feira, a taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) destinados ao atendimento de pacientes com Covid-19 é de 61,3%.

Considerado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e autoridades sanitárias a principal forma de contenção da pandemia do novo coronavírus, o isolamento social na cidade de São Paulo, na última quarta-feira (2/12), foi de 39%.

Os dados são do Sistema de Monitoramento Inteligente do Governo de São Paulo, que utiliza dados fornecidos por empresas de telefonia para medir o deslocamento da população e a adesão às medidas estabelecidas pela quarentena no Estado.

Ações e Atitudes

O LAbI (Laboratório Aberto de Interatividade para Disseminação do Conhecimento Científico e Tecnológico) da UFSCar (Universidade Federal de São Carlos) convida pesquisadoras e pesquisadores de todo o Brasil que estão desenvolvendo estudos relacionados à pandemia de Covid-19 para divulgar seus trabalhos na série “Ciência contra a Covid-19”.

O projeto tem como objetivo apresentar, de forma clara e acessível a todos os públicos, como a Ciência brasileira tem trabalhado em diversas áreas do conhecimento para encontrar soluções para o enfrentamento da pandemia.

Cada episódio da série é composto de um vídeo sobre a pesquisa, com duração entre 3 e 5 minutos, apresentado pelo próprio pesquisador responsável. Podem participar professores, pesquisadores e pós-graduandos.

Os interessados devem entrar em contato com a equipe de produção do LAbI da UFSCar pelo e-mail producao.labi@gmail.com para informações sobre a gravação, divulgação e demais esclarecimentos.

*Para ouvir a versão podcast do boletim Coronavírus, clique aqui

*Este conteúdo e outros conteúdos especiais podem ser conferidos no hotsite Coronavírus

Deixe a sua contribuição:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também