Ouvidoria da Câmara registrou 657 atendimentos em fevereiro

MARCO ANTONIO CALEJO
DA REDAÇÃO

Em fevereiro, a Ouvidoria da Câmara Municipal de São Paulo registrou 657 atendimentos.  Segundo o relatório mensal, a maior parcela das manifestações, no total de 536, foi feita presencialmente. As demais solicitações registradas foram por e-mail (55), Whatsapp (34), Portal do Cidadão (16) e telefone (15). Foi registrada ainda uma manifestação pelo formulário do Portal.

Segundo a Ouvidoria, 73% das solicitações foram realizadas por homens, 25% por mulheres e 2% por público considerado indefinido, o que inclui pessoas anônimas e instituições.

O relatório da Ouvidoria indica as regiões da cidade que mais se manifestaram. Em primeiro lugar, aparece a zona central de São Paulo, com 267 solicitações. Na sequência, estão a zona oeste (120), zona sul (85), zona leste (63) e zona norte (38).

Os dados apresentados revelam ainda que 75 pessoas que entraram em contato não informaram a localidade onde se encontravam, cinco são de outras cidades de São Paulo, três de outros estados e um de outro país.

De acordo com o relatório, 73% dos cidadãos que procuraram a Ouvidoria da Câmara solicitaram providências sobre problemas específicos. E 11% das solicitações pediram algum tipo de informação. Outros 16% registraram reclamações, fizeram relatos pessoais, se manifestaram livremente ou enviaram sugestões, críticas, denúncias e elogios.

Dos 657 atendimentos registrados em fevereiro, segundo a Ouvidoria, 78% foram ou estão sendo solucionados pela Câmara Municipal de São Paulo. E 22% deles foram encaminhados para os órgãos competentes.

O relatório completo da Ouvidoria você acompanha aqui.

Veja também