Ouvidoria da Câmara realizou em março 578 atendimentos a munícipes

DA REDAÇÃO

Os atendimentos a munícipes realizados pela Ouvidoria da Câmara Municipal de São Paulo chegaram a 578 no mês de março. A Ouvidoria realiza principalmente atendimentos presenciais, que representaram 80% das manifestações, enquanto os demais canais ficaram com 20%.

Ao longo de março, foram 463 atendimentos presenciais; 39 por e-mail (7%); 35 por Whatsapp (6%); 29 por telefone (5%); 11 pelo Portal do Cidadão (2%), além de um atendimento por carta.

Os dados mostram que 76% do total de atendimentos foram realizados para o público masculino, 23% para mulheres e 1%, indefinido, podendo neste último caso ser anônimo ou instituição.

Em relação à distribuição geográfica, 243 demandas são relacionadas à zona central (42%); 105, à zona oeste (18%); 73, à zona leste (13%); 57, à zona sul (10%); 38, à zona norte (6%); 21, a outras cidades do estado (4%). E um atendimento relacionado a outro Estado. Outros 40 atendimentos não informaram ligação com nenhuma região específica (7%).

Do total, foram 428 solicitações de providência (74%), 52 solicitações de informação (9%), 27 reclamações (5%), 21 relatos pessoais (4%), 20 livres manifestações (3%), 11 denúncias (2%), oito sugestões (1%), sete elogios (1%), e quatro por outros motivos (1%).

A Ouvidoria procura solucionar a maior parcela das manifestações no âmbito de suas competências, mas são muitos os encaminhamentos a outras entidades públicas externas à Câmara Municipal de São Paulo. Em março, 84% das manifestações foram ou serão solucionadas nas instâncias da Câmara. E 16% foram encaminhados a instâncias externas.

Para verificar os dados completos do Relatório da Ouvidoria do mês de março, basta acessar o link.

 

Uma Contribuição

Contribuições encerradas.

Veja também