Ouvidoria da Câmara atendeu 657 ocorrências em abril

JOTA ABREU
DA REDAÇÃO

No mês de abril, foram 657 manifestações do público pela Ouvidoria da Câmara Municipal de São Paulo no mês de abril, 79 a mais que no mês anterior. Do total, 80% delas foram realizadas de forma presencial.

Compareceram à Ouvidoria 527 pessoas para atendimento. Por e-mail, foram 43 ocorrências (7%); 36 por telefone (5%); 26 via Whatsapp (4%) e outras 25 através do Portal do Cidadão (4%). Não houve atendimentos por carta no mês passado.

Homens representaram 65% dos atendidos e mulheres, 33%. Outros 2% foram caracterizados como indefinido, entre anônimos e instituições.

O levantamento também organiza as demandas geograficamente. Aquelas da região central da cidade foram predominantes, 263 atendimentos ou 40% do total. Na sequência, apareceram as manifestações vindas da zona oeste (109 ou 17%), zona leste (97 ou 15%), sul (78 ou 12%) e norte (52 ou 8%).

Foram registradas sem localização informada (42 ou 6%). E 14 (2%) de outras cidades do estado. E ainda 2 (1%) originadas de outros estados.

Apesar de a Ouvidoria procurar resolver a maior parcela de manifestações de sua competência, vários dos encaminhamentos dizem respeito a entidades públicas externas a Câmara Municipal de São Paulo. Em abril, 82% das manifestações foram – ou serão – solucionadas nas instâncias da Câmara, enquanto 18% foram encaminhadas a uma entidade externa.

Para acompanhar a íntegra do relatório de atendimentos da Ouvidoria no mês de abril, basta acessar este link.

Veja também