Máscara ao ar livre não será mais obrigatória no Estado de SP a partir de 11 de dezembro

IARA SILVA
HOME OFFICE

Em coletiva de imprensa na tarde desta quarta-feira (24/11), o Governo do Estado de São Paulo anunciou que a partir do dia 11 de dezembro o uso de máscara não será mais obrigatório ao ar livre. A administração estadual destacou ainda que para áreas internas e áreas de transporte público, mesmo externas, a regra permanece.

O Governador João Doria (PSDB) anunciou também que o Estado vai promover uma ação vacinal de reforço por 10 dias.  “De 1 a 10 de dezembro, nos 645 municípios do Estado de São Paulo, incentivaremos a população faltosa, seja quem não tomou a segunda dose ou quem precisa receber a dose de reforço, que faça nestes dias”, explicou o governador.

O Estado de São Paulo tem hoje 74,5% da população com esquema vacinal completo e deve ultrapassar, já nesta semana, a marca de 75%. São mais de 34,4 milhões de pessoas acima de 12 anos com a imunização completa, ou seja, com duas doses do da Coronavac, AstraZeneca ou Pfizer, além da dose única da Janssen. Se considerada apenas a população adulta, o Estado tem hoje cerca de 93% das pessoas vacinadas.

O governador explicou ainda que os municípios poderão optar por dispensar o uso de máscara depois de 11 de dezembro, se assim acharem conveniente, mas antes da data as regras devem seguir o estabelecido pelo Estado.

Questionada sobre o assunto, a Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, respondeu, em nota oficial, que segue acompanhando os indicadores da Covid-19 na capital e, no próximo dia 5 de dezembro, apresentará novos dados sobre a eventual liberação do uso das máscaras, que ficará dependente do cenário epidemiológico da cidade.

Mais sobre o novo coronavírus 1

De acordo com o boletim diário mais recente publicado pela Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo sobre a pandemia do novo coronavírus, até esta terça (23/11), a capital paulista totalizava 39.102 vítimas da Covid-19. Havia, ainda, 1.544.841 casos confirmados de infecções pelo novo coronavírus.

Abaixo, gráfico detalhado sobre os índices da Covid-19 na cidade de São Paulo.

Prefeitura de SP

Em relação ao sistema público de saúde, os dados mais recentes mostram que a taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) destinados ao atendimento de pacientes com Covid-19 na região metropolitana de São Paulo, nesta quarta (24/11), é de 27,9%.

Já na terça-feira (23/11), o índice de isolamento social na cidade de São Paulo foi de 37%. A medida é considerada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e autoridades sanitárias a principal forma de contenção da pandemia do novo coronavírus.

A aferição do isolamento é feita pelo Sistema de Monitoramento Inteligente do Governo de São Paulo, que utiliza dados fornecidos por empresas de telefonia para medir o deslocamento da população e a adesão às medidas estabelecidas pela quarentena no Estado.

Atuação do município 1

A capital paulista começa a vacinar adolescentes de 12 a 17 de idade em escolas da rede municipal e estadual a partir desta quinta-feira (25/11). Para que as equipes da Secretaria Municipal da Saúde possam aplicar a segunda dose da vacina, os pais e responsáveis devem assinar um documento autorizando a imunização. A meta é vacinar este público o mais rápido possível, focando principalmente naqueles que ainda não tomaram a segunda dose.

A vacinação geral continua acontecendo em postos de toda a capital. A população pode acompanhar a disponibilidade de segundas doses dos imunizantes na plataforma De Olho na Fila.

Atuação do município 2

Na terça-feira (23/11), a Prefeitura de São Paulo anunciou que contatou o Ministério da Saúde para encaminhar um ofício solicitando a exigência da apresentação do passaporte vacinal para os estrangeiros que acessarem o país.

O objetivo da medida é manter o controle da pandemia na cidade e os índices da taxa de infecção da doença, principalmente no momento em que outros países apresentam um aumento do número de casos, o que vem sendo chamado de quarta onda da Covid-19.

*Ouça aqui a versão podcast do boletim Coronavírus desta quarta-feira

*Este conteúdo e outros conteúdos especiais podem ser conferidos no hotsite Coronavírus.

 

Este é um espaço de livre manifestação. É dedicado apenas para comentários e opiniões sobre as matérias do Portal da Câmara. Sua contribuição será registrada desde que esteja em acordo com nossas regras de boa convivência digital e políticas de privacidade.

Nesse espaço não há respostas - somente comentários. Em caso de dúvidas, reclamações ou manifestações que necessitem de resposta clique aqui e fale com a Ouvidoria da Câmara Municipal de São Paulo.

 Deixe a sua contribuição:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também