Mais de 95% dos adultos no Estado de SP já está completamente vacinados

IARA SILVA
HOME OFFICE

Nesta semana, o Estado de São Paulo ultrapassou a marca de 95% dos maiores de 18 anos com esquema vacinal completo contra a Covid-19. No total, até as 18h15 desta terça (14/12), foram aplicadas 81.531.716 doses, entre primeiras, segundas e doses adicionais.

São Paulo é o Estado é o que mais vacina no Brasil. Quando falamos de toda a população (incluindo adolescentes), atualmente são 85,03% com primeira dose e 78,03% com carga vacinal completa.

Na capital paulista, a vacinação segue acontecendo em UBSs (Unidades Básicas de Saúde), AMAs/UBSs Integradas, mega postos, postos drive-thrus e farmácias parceiras. Acesse a Plataforma de Olho na Fila para conferir endereços, a disponibilidade de doses e a movimentação de postos.

Mais sobre o novo coronavírus 1

De acordo com o boletim diário mais recente publicado pela Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo sobre a pandemia do novo coronavírus, até esta segunda (13/12), a capital paulista totalizava 39.410 vítimas da Covid-19. Havia, ainda, 1.558.691 casos confirmados de infecções pelo novo coronavírus.

Abaixo, gráfico detalhado sobre os índices da Covid-19 na cidade de São Paulo.

Prefeitura de SP

Em relação ao sistema público de saúde, os dados mais recentes mostram que a taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) destinados ao atendimento de pacientes com Covid-19 na região metropolitana de São Paulo, nesta terça (14/12), é de 25,4%.

Já na segunda (13/12), o índice de isolamento social na cidade de São Paulo foi de 37%. A medida é considerada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e autoridades sanitárias a principal forma de contenção da pandemia do novo coronavírus.

A aferição do isolamento é feita pelo Sistema de Monitoramento Inteligente do Governo de São Paulo, que utiliza dados fornecidos por empresas de telefonia para medir o deslocamento da população e a adesão às medidas estabelecidas pela quarentena no Estado.

Atuação no município

O alto percentual de vacinação na capital paulista foi pauta de uma matéria do jornal americano The Washington Post nesta última segunda-feira (13/12). O jornal destacou a cobertura atingida pela campanha, que atingiu números superiores a 100%.

Na reportagem, o veículo afirma que o fato de ter 100% da população adulta vacinada é notável, principalmente em meio aos esforços globais pela vacinação, intensificados pelos alertas da nova variante Ômicron.

Outro destaque foi a atuação da Prefeitura de São Paulo para abrir postos de vacinação em todas as regiões da cidade.

Mais sobre o novo coronavírus 2

O Paxlovid, da farmacêutica Pfizer, reduz em quase 90% o risco de hospitalização ou morte pelo novo coronavírus. Nesta terça (14/12), a farmacêutica anunciou os resultados finais da análise de todos os 2.246 adultos inscritos na Fase 2/3 EPIC-HR (Avaliação da Inibição de Protease para Covid-19 em Pacientes de Alto Risco) da pesquisa, que confirmaram a eficácia anunciada na análise provisória divulgada no início de novembro.

Os dados foram compartilhados com a  FDA (Food and Drug Administration), que é a agência de alimentos e medicamentos dos Estados Unidos, como parte de um pedido para uso emergencial.

O medicamento ainda está em desenvolvimento, mas os estudos até o momento revelaram dados muito positivos. Pacientes tratados com a pílula três dias após o aparecimento de sintomas tiveram o risco de hospitalização e morte reduzido em 89%. Quando tratadas cinco dias depois, a redução é de 88%.

O Paxlovid combina dois medicamentos: o nirmatrelvir, uma nova droga experimental, e ritonavir, um antiviral já existente e usado contra o HIV. O nirmatrelvir atua bloqueando a ação de uma enzima que o SARS-CoV-2 necessita para se replicar. Já o ritonavir é administrado para retardar a degradação do nirmatrelvir no organismo, aumentando a sua eficácia.

*Ouça aqui a versão podcast do boletim Coronavírus desta terça-feira

*Este conteúdo e outros conteúdos especiais podem ser conferidos no hotsite Coronavírus

Este é um espaço de livre manifestação. É dedicado apenas para comentários e opiniões sobre as matérias do Portal da Câmara. Sua contribuição será registrada desde que esteja em acordo com nossas regras de boa convivência digital e políticas de privacidade.

Nesse espaço não há respostas - somente comentários. Em caso de dúvidas, reclamações ou manifestações que necessitem de resposta clique aqui e fale com a Ouvidoria da Câmara Municipal de São Paulo.

 Deixe a sua contribuição:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também