Conheça as principais diferenças entre as vacinas contra a Covid-19 para adultos e crianças

IARA SILVA
HOME OFFICE

As vacinas pediátricas contra a Covid-19 já estão sendo aplicadas em crianças de todo o Brasil. Na cidade de São Paulo, por exemplo, 6.663 crianças de 5 a 11 anos foram vacinadas na última segunda-feira (17/1), quando a campanha foi iniciada.

Este número deve crescer nos próximos dias, já que a Prefeitura de São Paulo espera receber novas doses do imunizante próprio para crianças, que tem diferenças se comparado com a vacina para adultos. Entenda quais são:

Dosagem

A dose usada em crianças é de apenas um terço do que é aplicada em maiores de 12 anos, caindo de 30 microgramas para 10 microgramas. A formulação da vacina para crianças é de duas doses de 0,2 mL. Para jovens e adultos, as doses são de 0,3 mL.

A concentração de mRNA (tecnologia usada pela Pfizer, de RNA mensageiro) também é 80%, sendo 0,1 mg/ml para crianças e 0,5 mg/ml para adultos.

Cor da embalagem e quantidade

A nova vacina tem a tampa de cor laranja para facilitar o processo de identificação das doses e evitar erros. O frasco de vacina para maiores de 12 anos comporta seis doses. Já para crianças, são dez doses no mesmo frasco.

Seringa

A aplicação da vacina em crianças é feita com seringas de 1 ml (de agulha fina) e deve estar 20% preenchida. O Ministério da Saúde recomenda que os aplicadores apresentem a seringa preenchida aos responsáveis antes da aplicação.

Armazenamento

O processo de armazenamento nos postos de vacinação para o imunizante voltado a crianças também é diferente. A dose infantil pode ser armazenada por 10 semanas em temperatura de 2ºC a 8ºC, enquanto a dose para adultos é armazenada nesta mesma temperatura, mas por somente um mês.

Vacinação na capital paulista

No momento, a vacinação infantil segue priorizando crianças com comorbidades, com deficiência permanente (física, sensorial ou intelectual) e indígenas aldeadas, mas já é possível fazer inscrição de outros públicos para doses remanescentes. Leia mais aqui.

A disponibilidade de doses e os endereços e movimentos de postos de vacinação podem ser consultados na Plataforma De Olho na Fila.

Uma Contribuição

Adalgiso Alves

Aqui em Diadema SP
As crianças que não ter o CPF, não estão sendo vacinadas, o Cartão do SUS e RG ou mesmo Certidão de Nascimento, não vale nada?

Responder

Este é um espaço de livre manifestação. É dedicado apenas para comentários e opiniões sobre as matérias do Portal da Câmara. Sua contribuição será registrada desde que esteja em acordo com nossas regras de boa convivência digital e políticas de privacidade.

Nesse espaço não há respostas - somente comentários. Em caso de dúvidas, reclamações ou manifestações que necessitem de resposta clique aqui e fale com a Ouvidoria da Câmara Municipal de São Paulo.

 Deixe a sua contribuição:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também