Com 1,4 mil óbitos por Covid-19 em 24 horas, Brasil tem novo recorde

DANIEL MONTEIRO
HOME OFFICE

Com novo recorde de 1.473 óbitos provocados pelo novo coronavírus (causador da Covid-19) registrados nas últimas 24 horas, segundo boletim diário divulgado pelo Ministério da Saúde nesta quinta-feira (4/6), o Brasil chegou a 34.021 mortes pela doença desde começo da pandemia no país.

De acordo com ranking elaborado pela Universidade John Hopkins (EUA), que tem agregado informações sobre o novo coronavírus em todo o mundo, o Brasil ocupa a terceira posição em óbitos provocados pela doença. O país ultrapassou a Itália e está atrás em número de mortes do Reino Unido (39.987) e Estados Unidos (107.474).

No mesmo período, também foi registrado aumento de 30.925 casos confirmados, totalizando 614.941 diagnósticos da Covid-19 em território brasileiro.

Ainda epicentro da pandemia no Brasil, o Estado de São Paulo registrou nesta quarta-feira 285 óbitos e 5.517 casos confirmados do novo coronavírus em 24 horas. No total, são 8.561 vítimas fatais da Covid-19, com 129.200 pessoas infectadas.

Em relação ao sistema de saúde paulista, a taxa de ocupação dos leitos de UTI (Unidade  de Terapia Intensiva) voltados ao tratamento do novo coronavírus é de 71,5% no Estado e de 83,1% na Grande São Paulo.

Na última quarta-feira (3/6), o isolamento social no Estado de São Paulo chegou a 47%, enquanto na Capital o índice atingiu 49% dos habitantes. A medida é considerada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e autoridades sanitárias a principal forma de contenção da pandemia do novo coronavírus.

A aferição do isolamento é feita pelo Sistema de Monitoramento Inteligente do Governo de São Paulo, que utiliza dados fornecidos por empresas de telefonia para medir o deslocamento da população e a adesão às medidas estabelecidas pela quarentena no Estado.

MAIS SOBRE O CORONAVÍRUS

O Governo de São Paulo anunciou na última quarta-feira (6/5) a prorrogação no abastecimento ininterrupto de água e gás natural, em caso de inadimplência, até o mês de julho.

O Estado está em tratativas também para extensão da medida no fornecimento de energia elétrica. As ações garantem serviços essenciais, especialmente à população de baixa renda, e são fundamentais no enfrentamento à pandemia do coronavírus.

O acordo foi selado após diálogo entre a Arsesp (Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo) e a Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente com empresas de distribuição de gás e a Sabesp.

Além das negociações com empresas e agências reguladoras para garantir o abastecimento de água, energia elétrica e gás natural, o governo estadual viabilizou também doações de 8 mil cargas de gás de cozinha na zona Leste de São Paulo, cerca de 5 mil caixas d’água, lavagens nas ruas e instalação de lavatórios em parceria com as prefeituras, entre outras.

ATUAÇÃO DO MUNICÍPIO

Nos últimos dias foi anunciada a primeira ação de retomada das atividades do setor cultural na cidade de São Paulo. Em parceria com o Petra Belas Artes, o Memorial da América Latina inaugura, no dia 16 de junho, o Belas Artes drive-in, espaço destinado à exibição de filmes em que o público assistirá à sessão dentro de seu próprio carro, respeitando o isolamento social.

O cinema drive-in seguirá protocolos rigorosos de saúde, com regras de distanciamento social, higiene, limpeza de ambientes, comunicação e monitoramento. Entre os cuidados obrigatórios estão a distância mínima de 1,5 metro entre pessoas e carros em todos os ambientes, máximo de quatro ocupantes no carro, pagamentos via aplicativo, exigência do uso de máscaras e aferição de temperatura de funcionários e clientes.

Para garantir o distanciamento, o acesso ao áudio do filme será obtido por meio do rádio do próprio carro, sintonizado via FM – o método de transmissão é um dos diferenciais do projeto. Há também a opção de escutar a exibição por meio de um smartphone.

A posição dos carros em fila será organizada pela equipe do evento, que posicionará carros maiores, do tipo utilitários, na lateral do espaço, para melhor visibilidade dos demais. Os banheiros disponibilizados durante a exibição serão higienizados a cada uso. Dispositivos de álcool em gel estarão disponíveis no local.

Além dos filmes propostos pela programação do evento, haverá uma seleção de músicas que ambientam a noite de maneira especial, antes início do filme.

A CÂMARA DURANTE A PANDEMIA

Na última quarta-feira (3/6), a Comissão de Saúde, Promoção Social, Trabalho e Mulher da Câmara Municipal de São Paulo se reuniu com profissionais da área da saúde para discutir os avanços já conquistados no enfrentamento ao novo coronavírus no Brasil e no mundo e debater os desafios que persistem para que a doença seja controlada.

Além dos vereadores, participaram da reunião o professor de Medicina da Unesp (Universidade Estadual Paulista) e ex-ministro da Saúde (governo Dilma Rousseff), Arthur Chioro; e o presidente do Simesp (Sindicato dos Médicos de São Paulo), Eder Gatti Fernandes.

AÇÕES E ATITUDES

A Pró-Reitoria de Pesquisa da Unesp (Universidade Estadual Paulista) criou um espaço virtual para dar maior transparência às pesquisas relacionadas à Covid-19 em desenvolvimento na instituição de ensino.

Denominado “Portal Pesquisa COVID-19”, o espaço reúne 21 áreas em que existem grupos de cientistas em atuação. Ao todo, são cerca de 80 estudos em todas as áreas do conhecimento, sendo que a metade já fez solicitação de recursos a agências de fomento, como a Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo).

As pesquisas presentes no portal estão divididas em áreas como “Desenvolvimento de Novas Tecnologias”, “Desenvolvimento de Novos Tratamentos”, “Diagnóstico”, “Estudos Epidemiológicos”, “Estudos Moleculares”, “Estudos Farmacológicos”, “Pesquisas Clínicas” e “Interação Hospedeiro-Patógeno”, entre outras.

*Este conteúdo e outros conteúdos especiais podem ser conferidos no hotsite Coronavírus

 

Veja também