Câmara recebe workshop sobre educação e pesquisa

DA REDAÇÃO

A Câmara Municipal de São Paulo recebeu nesta segunda-feira (3/8) o IX Workshop de Educação e Pesquisa do Estado de São Paulo. Um dos assuntos debatidos entre os presentes foi a questão do financiamento de bolsas para pesquisa.

Para Glaucius Oliva, coordenador no Ivepesp (Instituto para a Valorização da Educação e da Pesquisa no Estado de São Paulo), embora ainda se tenha uma visão acadêmica sobre a pesquisa, a busca por uma qualificação avançada durante a pós-graduação está ganhando espaço no Brasil, mesmo os estudantes já estando no mercado de trabalho. “O sistema brasileiro possui várias agências de fomento para bolsas no nível federal e estadual, mas no municipal não. Estou trazendo uma proposta aqui para a Câmara de se criar uma agência de fomento para a cidade de São Paulo com o objetivo de mobilizar o grande capital de conhecimento que o município tem.”

Ainda segundo Oliva atualmente há 30 mil estudantes de mestrado e doutorado strictu sensu somente na cidade de São Paulo. “Penso que o dinheiro dessa fundação poderia vir de rebates fiscais, como na Fapesp, que é mantida com uma fração que é recolhida do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços)”.

Veja também