Câmara de SP devolve R$ 30 mi à Prefeitura em cem dias de gestão

DA ASSESSORIA DE IMPRENSA

O presidente da Câmara Municipal de São Paulo, vereador Milton Leite (DEM), anunciou nesta quinta-feira (13/4), a devolução de R$ 30 milhões aos cofres públicos. O dinheiro é referente ao primeiro trimestre deste ano. A economia foi informada ao Prefeito em exercício, Bruno Covas (PSDB), durante a entrega do Projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias, que ocorreu no Palácio Anchieta.

“A Câmara dá o exemplo, faz sua parte, e está em sintonia com a realidade que o País vive”, afirmou o Covas. Ele lembrou que geralmente as Câmaras no País pedem suplementação de recursos.

A devolução em três meses representa metade do que o Legislativo paulistano devolveu aos cofres públicos em todo o ano passado, quando a economia foi de R$ 60 milhões.

Entre as medidas que já foram tomadas pela direção da Casa está o corte dos salários de 300 funcionários que ganham acima do teto constitucional, o desligamento de 14 servidores celetistas que atingiram a chamada aposentadoria compulsória (75 anos ou mais) e outros 16 funcionários da TV Câmara. Nesses dois últimos casos, a soma dos salários é de R$ 6,3 milhões por ano.

A Mesa Diretora também determinou a revisão de todos os contratos da Câmara. A meta é reduzir 15% dos recursos gastos com pagamentos de serviços.

Até o final do semestre, o presidente Milton Leite pretende devolver mais R$ 20 milhões à Prefeitura. “Os R$ 30 milhões foram economizados nestes primeiros cem dias da gestão da Mesa Diretora para que a Prefeitura faça os investimentos nas áreas prioritárias da cidade, como saúde e educação. Vamos fazer isso trimestralmente.”

Além do Prefeito, estiveram no encontro 20 vereadores e os secretários municipais da Fazenda, Caio Megale, e de Desestatização e Parcerias, Wilson Poit.

One Comment

Ester

Não é nenhum mérito para os vereadores, essa “economia” … é uma obrigação, diante de todo os esforços da Prefeitura em captar doações, e fazer parcerias Público privadas . Essa Câmara no passado, pouco contribuiu com o município, os vereadores sempre foram ociosos, ocupados em ações inúteis como nomear ruas, e conceder títulos aos cidadãos. Espero que essa realidade mude, pois nós eleitores estamos de “olho” no trabalho de vocês. Assim como espero resultados positivos na CPI dos maiores devedores do IPTU, pois é um absurdo a morosidade em relação ao assunto e a grande quantidade de grandes empresas envolvidas. No mínimo, deveriam prestar serviços gratuitos ao município, em troca de abatimento no valor.

Comentários estão fechados

Veja também