Anvisa aprova vacina Pfizer contra Covid-19 para crianças entre 5 e 11 anos

IARA SILVA
HOME OFFICE

Nesta quinta-feira (16/12), a Anvisa (Agência Nacional Vigilância Sanitária) aprovou a indicação da vacina Pfizer contra Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos de idade. Com a aprovação, o início da imunização desta faixa etária fica sujeito à chegada do imunizante aos postos de acordo com o calendário do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde.

Segundo a equipe técnica da agência, uma análise técnica criteriosa de dados e estudos clínicos conduzidos pelo laboratório foi avaliada e revelou que a vacina é segura e eficaz para o público infantil.

A dosagem e composição da vacina para crianças são diferentes das utilizadas para os maiores de 12 anos. As crianças devem receber duas doses de 0,2 mL com intervalo de pelo menos 21 dias.

Mais sobre o novo coronavírus 1

De acordo com o boletim diário mais recente publicado pela Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo sobre a pandemia do novo coronavírus, até esta quinta (16/12), a capital paulista totalizava 39.466 vítimas da Covid-19. Havia, ainda, 1.558.806 casos confirmados de infecções pelo novo coronavírus.

Abaixo, gráfico detalhado sobre os índices da Covid-19 na cidade de São Paulo.

Prefeitura de SP

Em relação ao sistema público de saúde, os dados mais recentes mostram que a taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) destinados ao atendimento de pacientes com Covid-19 na região metropolitana de São Paulo, nesta quinta (16/12), é de 26,8%.

Já na terça (14/12), o índice de isolamento social na cidade de São Paulo foi de 38%. A medida é considerada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e autoridades sanitárias a principal forma de contenção da pandemia do novo coronavírus.

A aferição do isolamento é feita pelo Sistema de Monitoramento Inteligente do Governo de São Paulo, que utiliza dados fornecidos por empresas de telefonia para medir o deslocamento da população e a adesão às medidas estabelecidas pela quarentena no Estado.

Mais sobre o novo coronavírus 2

O Governo do Estado de São Paulo confirmou, na quarta-feira (15/12), que o Instituto Butantan fez um novo pedido de autorização oficial à Anvisa para uso da Coronavac em crianças e jovens com idade entre 3 e 17 anos. No Estado, 12 milhões de doses estão reservadas para a vacinação desta faixa etária e aguardam apenas uma autorização para início das aplicações.

“Nós confiamos na Anvisa, mas é hora de se tomar uma decisão antes das férias de Natal e Ano Novo. Lembrando que países vizinhos já estão vacinando nesta faixa”, afirmou o governador João Doria.

A primeira solicitação de uso feita à agência já havia sido formalizada em agosto. Há uma semana, o Governo de São Paulo anunciou a reserva de 12 milhões de doses da Coronavac para a vacinação de crianças.

Mais sobre o novo coronavírus 3

O Brasil tem 19 casos de infecção pela nova variante, Ômicron. De acordo com um balanço divulgado nesta quarta-feira (15/12) pelo Ministério da Saúde, são 13 casos registrados em São Paulo, dois no Distrito Federal, dois no Rio Grande do Sul e dois em Goiás.  Existem ainda dois casos suspeitos em Goiás e cinco casos em Minas Gerais.

Também nesta quinta, a pasta fez um importante alerta sobre uma tentativa de golpe que envolve e-mails falsos em nome do órgão para emissão de certificados digitais de vacinação.

“Fique atento: a pasta não envia esse tipo de comprovante via e-mail. O Certificado Nacional de Vacinação só é disponibilizado pelo Ministério da Saúde, por meio do aplicativo Conecte SUS”, informou o Ministério via nota oficial.

A pasta listou ainda algumas dicas para não cair em golpes. “Evite clicar em links desconhecidos e sempre observe o conteúdo das mensagens. Assim como a mensagem atribuída ao Ministério, esses textos geralmente contêm erros gramaticais e informações desencontradas”, conclui.

Na cidade de São Paulo, o passaporte vacinal pode ser acessado pelo aplicativo E-SaúdeSP.  Além das doses que já foram tomadas, o documento digital informa datas de aplicação, nome completo, CPF, data de nascimento e um QR Code para validação do documento. Veja aqui um passo a passo de como acessar o comprovante.

 

*Ouça aqui a versão podcast do boletim Coronavírus desta quinta-feira

*Este conteúdo e outros conteúdos especiais podem ser conferidos no hotsite Coronavírus

Este é um espaço de livre manifestação. É dedicado apenas para comentários e opiniões sobre as matérias do Portal da Câmara. Sua contribuição será registrada desde que esteja em acordo com nossas regras de boa convivência digital e políticas de privacidade.

Nesse espaço não há respostas - somente comentários. Em caso de dúvidas, reclamações ou manifestações que necessitem de resposta clique aqui e fale com a Ouvidoria da Câmara Municipal de São Paulo.

 Deixe a sua contribuição:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também