Instalação de biombos pode inibir saidinhas de banco

Segurança nas agências bancárias foi tema de audiência pública realizada, nesta quarta-feira (27/8), pela Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara Municipal.

Ouça a matéria aqui

O projeto de lei 195/2011 propõe isolar os caixas e impedir a visualização e acesso as informações do atendimento para diminuir as chamadas saidinhas.
Dados apresentados pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo apontam que entre janeiro e junho deste ano, 32 pessoas morreram em assaltos a bancos em todo o país. O número é 6,7% maior que o registrado no mesmo período do ano passado.
São Paulo é o estado que registrou mais mortes em assaltos a banco, foram 12 neste período.
De acordo com a secretaria geral do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Ivone Maria da Silva, existe uma lei estadual que ainda não foi regulamentada. Segundo ela, a exemplo de outras cidades, uma lei municipal pode reduzir consideravelmente os roubos na saída das agências.

O autor do proposta, vereador David Soares (PSD), explicou que outras medidas de seguranças ainda serão incorporadas ao projeto.

Após a audiência pública, os vereadores realizaram reunião ordinária da Comissão de Finanças, e foram favoráveis ao requerimento do vereador Milton Leite (DEM), que solicita criação de uma subcomissão de estudos para avaliar o serviço de iluminação pública na cidade.
Milton explicou que a prefeitura está fazendo uma parceria público privada para os serviços de iluminação e que o grupo de trabalho vai avaliar as condições dessa parceria.

A comissão ainda não definiu uma data para início dos trabalhos da comissão de estudos.

Este é um espaço de livre manifestação. É dedicado apenas para comentários e opiniões sobre as matérias do Portal da Câmara. Sua contribuição será registrada desde que esteja em acordo com nossas regras de boa convivência digital e políticas de privacidade.

Nesse espaço não há respostas - somente comentários. Em caso de dúvidas, reclamações ou manifestações que necessitem de resposta clique aqui e fale com a Ouvidoria da Câmara Municipal de São Paulo.

 Deixe a sua contribuição:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também